Candidíase Tratamento e Cura

Candidíase Oral – Causas, Sintomas e Tratamento Natural

Candidíase Oral – Causas, Sintomas e Tratamento Natural

A candidíase oral é uma das possíveis infecções causadas pelo fungo candida albicans e ocorre geralmente em bebês, crianças, adultos mais velhos e pessoas com problemas no sistema imunológico.

 

A candida albicans é um fungo que se encontra na boca de qualquer indivíduo, assim como em qualquer região mucosa ou de meio ácido do corpo humano. Ela tem papel benéfico ao organismo, mas em certas condições de saúde pode ser patogênica.

 

Essa transformação patogênica da candida albicans acontece quando a química do organismo humano se modifica, transformando as inofensivas leveduras da candida albicans em hifas ou pseudo-hifas, fungos evasivos e agressivos à saúde.

 

Durante o crescimento das colônias da candida, algumas toxinas são liberadas no processo, o que causa certos sintomas psicológicos da candidíase no organismo.

 

Portanto, caso você esteja se sentindo de certa forma com o psicológico fraco, depressão, stress, fadiga ou irritabilidade. Não entre em desespero, deixe-me te trazer alguma luz aqui, continue com a leitura que te explicarei um pouco mais.

 

Esses sintomas são bem estudados e ocorrem em qualquer infecção pelo fungo no organismo, seja na candidíase genital, candidíase na pele, candidíase no intestino ou candidíase oral e tantas outras formas de contagio proveniente do fungo.

 

Algumas infecções são mais incômodas que outras, cada uma tem seus agravantes a saúde, mas todas têm em comum um problema sistêmico. Sempre se desenvolvem por mudanças do organismo provenientes de algum problema maior de saúde.

 

Por causa disso a candida albicans é conhecida como um fungo oportunista, ela simplesmente toma proveito de baixas no sistema imunológico para se desenvolver e colonizar uma região do organismo, assim ocorre também na candidíase oral.

 

 

Causas da Candidíase Oral

 

A Candidíase Oral é muito comum em decorrência da Candidíase Intestinal. Isso acontece quando a candida albicans rompe barreiras de proteção do organismo tornando-se a colônia de fungo mais populosa do trato intestinal.

 

Dessa forma o fungo pode passar para o trato oral, assim como pode passar também para o canal da uretra, causando a conhecida candidíase genial.

 

O contagio pela saliva do indivíduo infectado também é possível, pode ocorrer pelo contato com objetos contaminados ou pelo beijo. O contagio de candidíase genital também é possível dessa forma, apesar de mais remoto.

 

Eventualmente a candidíase oral tem relação com a candidíase genital, apesar da transmissão pela saliva, é mais provável através das secreções e mucosa genital. No entanto, o grau dessa contaminação depende do sistema imunológico de cada pessoa.

 

A candidíase oral pode ser desencadeada por uma série de causas diferentes em determinados grupos de risco. Os mais comuns são em bebês, pessoas de idade ou pessoas com doenças imunossupressoras como AIDS, câncer ou anêmicas.

 

Em bebês com menos de 1 ano a candidíase oral é a infecção mais recorrente por não ter o sistema imunológico formado completamente. Acontece geralmente pelo parto normal quando a gestante apresenta candidíase vaginal.

 

Existe possibilidade de um ciclo de contaminação entra mãe e bebê nessas condições durante amamentação, na qual a mãe pode contrair candidíase mamária do filho com candidíase oral. Aqui o contagio pela saliva se destaca pelo constante contato.

 

Em pessoas de idade a infecção de candidíase oral é mais comum por causa de dentaduras mal higienizadas, efeitos colaterais de medicações, má reação a antibióticos que podem desbalancear a microbiota e a baixa imunidade.

 

Nada impede pessoas fora desses grupos de risco contraírem candidíase oral, a chave da infecção está sempre no sistema imunológico.

 

Pessoas com doença mal curada, maus hábitos alimentares e de saúde é uma forte candidata à qualquer infecção de candidíase.

 

 

Principais Causas da Candidíase Oral

 

A candidíase oral é comumente causada pela Candida Albican, mas pode também ser proveniente da Candida Glabrata e Candida Tropicalis, fungos tipicamente encontradas na boca de cerca de 75% da população mundial.

 

Estima-se que entre 5% a 7% dos bebês com menos de 1 ano de idade desenvolvem a candidíase oral. Eles fazem parte da maioria dos infectados juntamente a pacientes com AIDS (9% a 31%) e com câncer (quase 20%).

 

O publico atingido pela infecção oral se resume a indivíduos com deficit ou outros problemas imunológicos somando riscos como:

 

  • Usar dentaduras durante o sono ou aparelhos mal higienizados na boca.

 

 

  • Mau uso de antibióticos ou corticosteroides.

 

  • Uso de esteroides.

 

  • Alimentação pobre em nutrientes como ferro e vitamina B12.

 

  • Ter HIV/AIDS, diabetes ou anemia.

 

  • Fazer tratamento de quimioterapia ou radioterapia.

 

  • Ser fumante ou usuário de drogas.

 

  • Ter passado por um transplante de órgãos recentemente.

 

 

Principais Cuidados para Evitar a Candidíase Oral

 

Para reduzir as chances de uma infecção de candidíase oral, algumas medidas simples podem ser tomadas como por exemplo:

 

  • Boa higiene bocal com escovação e uso de fio dental, principalmente se você tiver diabetes, usar aparelho ou dentadura.

 

  • Enxaguar bem a boca após inalação de corticosteroides.

 

  • Fazer chekup anual no dentista para limpar tártaros, verificar cáries ou prevenir qualquer anomalia dentária que acumule germes e bactérias na boca.

 

  • Não exagerar no uso de anticéptico bocal, que pode causar irritação ou desbalancear as boas bactérias que previnem as patogênicas de crescerem.

 

  • Limpar bem inaladores antes de usá-los para prevenir germes e bactérias.

 

  • Tratar problemas de saúde até recuperar-se completamente, dessa forma a microbiota do corpo se mantêm sempre equilibrada e o organismo protegido.

 

 

Os Sintomas da Candidíase

No estagio inicial da candidíase oral nenhum sintoma se apresenta, mas no passar do tempo e com o crescimento da colônia dos fungos, a doença começa a se revelar de formas diferentes.

 

Assim como qualquer outra infecção de candidíase, os sintomas se manifestam tanto fisicamente quanto psicologicamente. Dependendo do grau de infecção alguns sintomas podem se sobressair mais que outros.

 

Os sintomas psicológicos da infecção ocorrem devido as toxinas liberadas pela colônia da candida albicans durante seu crescimento e que são absorvidas pelo organismo humano.

 

Esses são conhecidos como sintomas gerais e impactam diretamente na forma como nos sentimos psicologicamente. Afetam nossa qualidade de vida e podem ser de difícil diagnostico, muitas vezes enganando os próprios médicos.

 

Por isso veremos os sintomas gerais antes de partir para os sintomas físicos da candidíase oral propriamente dita.

 

 

Sintomas Gerais da Candidíase

 

Os principais sintomas causados pela toxina liberada no sangue do crescimento da infecção da candidíase estão:

 

  • Cansaço anormal sem nenhum motivo de esforço físico.

 

  • Dores de cabeça regulares ou enxaquecas.

 

  • Dificuldades na concentração ou de manter o foco.

 

  • Depressão, sintomas de melancolia e períodos longos de introspecção.

 

  • Desejo fora do comum de comer doces.

 

  • Memória confusa e falha.

 

  • Períodos de agitação incomum e ou insônia.

 

  • Irritabilidade ou variações de humor fora do normal.

 

  • Baixo libido sexual.

 

Esses sintomas sozinhos são incertos para um diagnóstico eficiente da infecção de candidíase, sendo assim necessário observar outros sintomas, os tópicos que afetam fisicamente o indivíduo. No caso, os sintomas da própria candidíase oral que veremos agora.

 

 

Sintomas da Candidíase Oral

 

O crescimento de uma substância esbranquiçada na boca é comum a qualquer pessoa, é conhecida como saburra lingual, uma placa bacteriana proveniente da decomposição de partículas do próprio tecido da boca.

 

A produção dessa placa esbranquiçada em pessoas com candidíase oral é anormal em proporções, ela além de cresce na língua, cresce também na parte interna das bochechas, céu da boca e pode se acumular na gengiva e parte de trás da garganta.

 

Essas placas quando limpas, raspadas ou escovadas podem doer um pouco e causar micro sangramentos percebidos ao enxaguar a boca. Esse portanto é o principal sintoma da candidíase oral a ser observado.

 

Outros sintomas da candidíase oral são:

 

  • Machucados na boca por qualquer colisão.

 

  • Pele seca e rachaduras nos cantos dos lábios.

 

  • Dor e dificuldade ao engolir.

 

  • Perda do paladar.

 

  • Inflamação no céu da boca, gengivas, amídalas e podendo atingir o esôfago.

 

  • Mau hálito característico da placa bacteriana acumulada na boca.

 

Como os bebês com menos de 1 ano são as maiores vítimas dessa infecção, é importante observar neles os seguintes sintomas:

 

  • Dificuldade ao se alimentares

 

  • Irritabilidade

 

  • Agitação

 

  • Saburra lingual.

 

 

O Tratamento para a Candidíase Oral

 

A candidíase oral é relativamente fácil de ser tratada em crianças ou adultos em condições normais de saúde, porém, os sintomas podem ser piores ou mais difícil no tratamento de pessoas com doenças imunossupressoras.

 

Geralmente após o diagnostico de um clínico geral ou dentista, a recomendação é um antifúngico de enxágue bucal. São medicamentos que geralmente funcionam, mas por vezes podem prejudicar a microbiota presente na boca, fazendo a candidíase voltar.

 

Por esse motivo, o tratamento que vou apresentar é baseado em receitas naturais, caseiras e fáceis de serem seguidas por qualquer pessoa.

 

Além de funcionarem muito bem, evitam de levar você até uma fila de consultório, farmácias ou gastar com remédios sintéticos de efeitos colaterais. Portanto, vamos ás principais recomendações para tratar a candidíase oral.

 

 

Gargarejo

Todos os ingredientes caseiros presentes nessa receita são ótimos contra germes, bactérias e fungos. Vale destaque o sal pela sua propriedade curativa, de alivia a dor e para o vinagre de maça, um antifúngico natural utilizado pelos antigos.

 

O vinagre de maça é bem fácil de ser encontrado, em muitas casas ele é usado para temperar saladas, portanto, o supermercado é o primeiro local a procurá-lo.

 

A receita para o gargarejo bucal é a seguinte:

 

  • Separe uma xícara de água morna na qual serão misturados os ingredientes, calcule a quantidade de forma que a xícara fique com 2/3 de água.

 

  • Misture na xícara 2 colheres de sopa de vinagre de maça.

 

  • Acrescente ½ colher de sopa de sal de cozinha na xícara e misture.

 

Como usar:

 

  • Use a solução da xícara para 1 gargarejo de manhã depois da alimentação e higienização bucal. Então bocheche com a solução e a despeje fora.

 

  • Outro gargarejo é antes de dormir, sempre com a boca já higienizada. Posteriormente bocheche a solução e então a dispense.

 

  • Faça essa solução e a use até a infecção sumir, em media levará 5 dias para os efeitos desejados.

 

Obs: Adicione durante esse período de 5 dias o vinagre na alimentação. Dilua 2 colheres de sopa a uma xícara de água morna com um pouco de mel para adoçar e tome 2 vezes por dia.

 

 

Bicarbonato de Sódio

O bicarbonato de sódio é um pó de cor branca usada tradicionalmente na gastronomia e na limpeza da casa ao longo da história. Não por um acaso, ela tem propriedades anticépticas, antifúngicas e alcalinas, servindo também para inúmeras infecções.

 

No caso da candidíase oral ele se destaca porque além de sua propriedade antifúngica, é capaz de regular o PH, a acidez da boca, a tornando inóspita a qualquer fungo como a candida albicans, que requer um meio ácido para viver.

 

Então vamos seguir a receita:

 

  • Coloque em um pires 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio.

 

  • Adicione poucas quantidades de água ao bicarbonato e vá diluindo a mistura até que se crie uma pasta.

 

Como usar:

 

  • Com a ajuda de um cotonete passe essa pasta em toda a língua, pelas gengivas e partes internas da bochecha.

 

  • Mantenha sua boca com essa pasta agindo por cerca de 3 a 5 minutos.

 

  • Enxágue bem a boca, com abundância usando água morna.

 

  • Repita esse procedimento diariamente até que a candidíase oral desapareça, o que deve se resolver entre 3 a 5 dias.

 

Obs: Utilize o bicarbonato de sódio em enxágue bucal 2 vezes ao dia. Basta diluir ½ colher de chá em um copo de água e bochechar 2 vezes por dia no período do tratamento.

 

 

Óleo de Côco

O Óleo de Côco é curiosamente um inimigo poderosíssimo contra a candida albicans, ele é capaz de atingir o fungo em seu ponto fraco, diretamente no seu núcleo celular. Com propriedade antifúngica, antiviral e antimicrobiana, o óleo de côco é excelente!

 

O Journal of Medical Food publicou em 2007 que o óleo de côco é capaz de destruir cerca de 52 espécies diferentes de candida, as atingindo diretamente em suas membranas celulares, intrigante não?

 

Vejamos a receita milagrosa para a candidíase oral então:

 

  • Colocar 1 colher de sopa rasa de óleo de coco extravirgem na boca e espalhar bem pelas gengivas, língua, bochechas e céu da boca.

 

  • Caso necessário use ajuda de um algodão ou cotonete, mas certifique-se de espalhar bem o óleo em toda a parte interna da boca.

 

  • Faça esse processo 2 vezes por dia, de manha aos a primeira higiene bocal e antes de dormir.

 

  • Tome 1 colher de sopa de óleo de coco diariamente com o estômago vazio.

 

  • Repita esse procedimento diário durante 7 dias.

 

 

Recomendação

 

O principal problema da candidíase como vimos é a baixa imunidade do organismo, isso logo nos leva a pensar na alimentação adequada que devemos ter para manter nossa microbiota em equilíbrio, evitando assim qualquer infecção por fungo.

 

Muitos tratamentos para a candidíase falham nesse sentido, dando atenção apenas aos problemas mais visuais e pontuais, esquecendo o problema maior por detrás da doença.

 

Saiba que a candidíase recorrente não pode ser tratada somente com remédios convencionais quando o problema na verdade é sistêmico. A minha recomendação para isso é um tratamento através da alimentação direcionada para combater a candidíase. 

 

Existem algumas alternativas de programas alimentares no mercado, vou apresentar para você os 2 principais e que recomendo. Os tratamentos para candidíase não são caros e você pode adotar um dos programas que vou te apresentar e livrar-se da candidíase definitivamente.

 

O programa Vencendo a Candidíase é um método já consagrado que elimina a candidíase com receitas alimentares que atingem a candida albicans em seu ponto fraco, alimentando somente os microrganismos benéficos a nossa saúde e que combaterão a infecção melhor que qualquer remédio.

Clique aqui para saber mais e ser direcionado para a página oficial do produto.

 

 

Outra alternativa de programa de alimentação direcionada para curar a candidíase se chama Viver Sem Candidíase. Esse método é recomendado  por ser um guia passo a passo para o paciente se desintoxicar na medida que combate a colonia da candida albicans cortando os alimentos que a sustentam e introduzindo uma alimentação que promove crescimento de probióticos combativos à infecção.

 

Para conhecer melhor o programa clique aqui e será direcionado para o site oficial.

 

Deixe seu Comentário