Candidíase Tratamento e Cura

Sintomas da Candidíase e Diagnóstico – Como Saber se Você Está Infectado?

Sintomas da Candidíase e Diagnóstico – Como Saber se Você Está Infectado?

Os sintomas da candidíase são facilmente confundidos com inúmeros outros problemas de saúde com indicadores de infecção muito similares entre si. Mas como uma pessoa sem conhecimento médico pode saber se está realmente infectada?

 

No decorrer desse artigo vou abordar os inúmeros diagnósticos possíveis para as mais variadas ocorrências da candidíase no organismo. Além disso, vou compartilhar um método caseiro bem simples para você saber se está infectado pela bactéria.

 

Antes de tudo, vale lembrar que a candidíase é uma das infecções mais comuns que existe no homem. Ela ocorre geralmente por uma queda no sistema imunológico fazendo a candida albicans – fungo responsável pela infecção, se proliferar no organismo.

 

Para compreender melhor o problema, também vale saber que esse fungo está presente nativamente no intestino humano, tendo função auxiliar na digestão, absorvendo nutrientes e se alimentando de partículas mortas.

 

Ela isoladamente não é um problema, porém, quando a colônia desse fungo cresce estimuladas por um PH sanguíneo desbalanceado(geralmente pela baixa imunidade), ela libera toxinas no sangue responsável pelos mais variados sintomas da candidíase.

 

A infecção pode afetar o trato urinário, intestino, boca, pele, unhas e qualquer área do organismo de meio mucoso e ácido, incluindo a própria corrente sanguínea. Portanto pode se manifestar em diversas áreas do organismo mostrando sintomas distintos e dificultando o diagnóstico.

 

Diante desses fatos, podemos perceber a importância de um diagnóstico médico para descobrir com exatidão se há uma infecção por fungo, e mais precisamente, se esse fungo realmente é a candida.

 

Alguns indicadores são bem conhecidos e podem ser usados para um diagnóstico prévio. Basta conhecermos os sintomas da candidíase e ao mesmo tempo o procedimento usado pelos médicos para diagnosticar ela, é isso o que veremos a seguir.

 

 

Sintomas da Candidíase e suas infecções mais comuns

 

A candida albicans é um fungo que pode se manifestar de diversas formas dependendo dos locais aonde se prolifera. Muitos sintomas da candidíase se aparentam como problemas comuns e que podem passar despercebidos como fossem uma simples alergia ou irritação de pele.

 

Na verdade muito poucas vezes os sintomas da candidíase se manifestam de forma agravante a ponto de nos mobilizar a ir até um consultório médico, geralmente alguns deles aparecem e somem sem necessidade de qualquer tratamento.

 

De qualquer forma existem manifestações muito agressivas dessa infecção e que podem mexer com a qualidade de vida da pessoa infectada de enumeras formas. Um médico deve sempre ser o primeiro a recorrermos quando qualquer um desses sintomas se tornarem um agravante.

 

Existem alguns sintomas da candidíase bem evidentes e podemos reconhecê-los facilmente como indicadores. Quando bem específicos, eles auxiliam muito como evidências da infecção, vejamos então quais são eles.

 

Sintomas gerais da Candidíase

 

Esses sintomas da candidíase impactam diretamente como nos sentimos fisicamente ou psicologicamente. Podem ocorrer em qualquer tipo de candidíase como reflexo das toxinas liberadas no sangue pela manifestação da colônia de fungos, são elas:

 

  • Cansaço sem motivo aparente
  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Dificuldade de manter o foco
  • Depressão
  • Desejo anormal por doces
  • Memória fraca
  • Agitação
  • Insonia
  • Perda da libido sexual
  • Irritabilidade

 

 

Sintomas da Candidíase Intestinal

 

O intestino é o local nativo da candida albicans, lá ela vive em harmonia com inúmeras outras bactérias, mas quando a colônia povoa o intestino tomando espaço de outras colônias importantes da flora intestinal, surge uma infecção acarretando:

 

  • Refluxo com gosto de acidez vindo a boca.
  • Diarreia
  • Cólicas intestinais e inchaço
  • Muitos gases e arrotos
  • Fezes com aspecto leitoso, cremoso ou espumado
  • Prisão de ventre
  • Mucos nas fezes
  • Má digestão
  • Náuseas

 

 

Sintomas da Candidíase na Pele

 

A candidíase na pele é causada por contagio em ambientes muito quentes e úmidos com má higiene ou pelo uso de roupas muito apertadas que friccionam a pele não a deixando respirar – um ambiente favorável a infecção. Os principais sintomas são:

 

  • Acne na pele
  • Urticárias
  • Suor noturno
  • Cistos incomuns
  • Eczema(sintomas de alergia na pele)
  • Odor no corpo
  • Pé de atleta
  • Dermatites

 

 

Sintomas da Candidíase Oral

 

É muito comum a infecção oral da candidíase após a infecção intestinal já que ela é capaz de se espalhar para o trato oral após romper as barreiras de proteção do organismo. Mas é comum o contágio pela saliva de outra pessoa também. Veja como ela se apresenta geralmente:

 

  • Manchas brancas na boca, língua e no entorno dos lábios.
  • Perda do paladar
  • Vermelhidão ou rachaduras em volta da boca.
  • Mau hálito
  • Dor ou dificuldade ao engolir
  • Inflamação no céu da boca, gengivas ou amídalas

 

 

Sintomas da Candidíase nas Unhas

 

Cerca de 50% dos fungos que atacam as unhas são da candida albicans, isso ocorre por contato muito prolongado com água contaminada ou por simplesmente coçar região que já esteja infeccionada ou falta de higiene. Aqui vão alguns sintomas:

 

  • Dor no entorno das unhas
  • Vermelhidão e inchaço em torno das unhas
  • Perda da unha por descolamento da pele
  • Cor amarela ou branca subcutânea na unha

 

 

Sintomas da Candidíase Peniana

 

Os homens podem contrair candidíase peniana por contato sexual com parceira infectada ou por motivação da candidíase intestinal que passou para o trato urinário, é um indicador de candidíase recorrente caso aconteça mais de 4 vezes no ano. Vejamos os principais sintomas:

 

  • Esfoliação da pele da cabela do pênis
  • Inflamação da glande ou prepúcio
  • Fina camada esbranquiçada na cabeça do pênis
  • Líquido transparente saindo da uretra, por vezes marcando a cueca
  • Inchaço e coceira
  • Vermelhidão e queimação
  • Dor ao urinar e ao fazer sexo
  • Mau cheiro e acumulo de esmegma fora do comum

 

 

Sintomas da Candidíase Vaginal

 

A candidíase vaginal é um caso bem singular e muito mais recorrente do que os demais, já que a mulher, tem nativamente a candida em sua flora vaginal, um meio mucoso e ácido. Vejamos alguns sintomas da infecção:

 

  • Corrimento branco ou amarelado.
  • Aparecimento de substância esbranquiçada como leite coalhado.
  • Coceira e irritação.
  • Menstruação irregular
  • Cistite
  • Vermelhidão e inchaço na parede vaginal ou nos arredores
  • Dor e queimação ao urinar ou durante ato sexual
  • Odor muito desagradável
  • Infecção recorrente é comum na vagina

 

 

Diagnostico Médico Para Candidíase

 

 

Depois de vermos tantos sintomas, podemos imaginar o quão complicado pode ser para o profissional da saúde diagnosticar a candidíase, já que ela se manifesta de muitas formas em locais diferentes, podendo ate se confundir com outras infecções.

Isso porque não comentei aqui todos os locais aonde ela pode afetar o homem, apenas os mais populares mesmo.

 

Para você imaginar como é abrangente a candidíase, existe ainda infecção nas orelhas, olhos, no sangue, pulmões, na membrana que envolve o coração e até na membrana cerebral, mas não se preocupe, esses são casos muito remotos mesmo.

 

O fato sobre isso é que, para conseguir dar um diagnóstico preciso do problema, o médico necessita de um procedimento técnico todo baseado em exames ou no estudo dos sintomas apresentados pelo paciente.

 

O processo pode ser um pouco longo dependendo da metodologia que o profissional adota, que as vezes não se passa do famoso método de tentativa e erro. Muito disso depende do grau de infecção que o paciente apresente, mas a regra é, quanto mais avançado o quadro, mais fácil de diagnosticar.

 

Caso o médico tenha equipamento e infraestrutura adequada para examinar seus pacientes, o que nem sempre depende dele, o caminho é encurtado por uma coleta de amostras dos vestígios do fungo, assim é possível encontrar o causador da infecção.

 

Muitas vezes o disgnóstico é muito claro, tanto que elimina a necessidade de exames tão específicos. Então, simplesmente o médico examina o paciente e ao evidenciar que se trata de um fungo, geralmente através dos indicadores que apontei, trata seu paciente.

 

O procedimento médico nem sempre segue uma regra de fato, cada profissional tem sua metodologia própria de trabalho, mas vou organizar a seguir os métodos mais usados para as manifestações mais comuns da candidíase a seguir.

 

 

Diagnostico médico geral

 

O médico por padrão começa com um questionário sobre a alimentação e hábitos pessoais como: a frequência em que são ingeridas bebidas alcoólicas, uso ou não de drogas, consumo de doces e carboidratos.

 

Outra questão importante a se levantar em uma consulta é se o paciente está mais irritadiço ou com muitas mudanças de humor, perda de concentração e problemas típicos de stress ou emocionais.

 

Todos são sintomas muito comuns em pacientes com candidíase, apesar de não serem uma regra rigorosa para o diagnostico médico.

 

No entanto, esses questionários são muito eficientes para o diagnóstico inicial já que através dele se eliminam inúmeras patologias recorrentes com os mesmos sintomas.

 

 

Diagnostico de candidíase peniana

 

O médico pedirá para que o paciente puxe o prepúcio para fora de modo que possa ver o tecido da glande. Dessa forma consegue ver escoriações, vermelhidão, a elasticidade da pele e tantos outros sintomas possíveis.

 

Os homens podem ser indicados a ir em um laboratório e passam por um procedimento de peniscopia. Um exame no qual é passado um ácido na região genital e apos alguns minutos, a região é examinada com lentes de aumento para verificar fungos que por ventura se manifestem na região.

 

Esse exame é comum para verificar outras patologias e também doenças sexualmente transmissíveis que, caso apareçam, devem ter uma amostragem coletada para biópsia.

 

 

Diagnostico de candidíase vaginal

 

Nas mulheres o médico rotineiramente pede exame pélvico e examina as paredes da vagina e também no entorno dela buscando sinais de acumulo de bactéria, no caso algumas células são coletadas para exames em laboratório.

 

Essa coleta é normalmente retirada também do fluido do colo do útero da mulher, mais comuns para diagnosticar problemas de doenças sexualmente transmissivas como a tricomoníase e que tem alguns sintomas semelhantes à candidíase.

 

A coleta então geralmente é retirada com um cotonete e examinada em microscópio ou cultuada(posta em solução que permita o crescimento do fungo). Dessa forma o médico pode ter a certeza de qual fungo está lidando.

 

Diagnóstico de candidíase intestinal

 

Os médicos verificarão através da coletas de PH do sangue algumas evidências de inflamação e pedirão geralmente em conjunto um exame de fezes para avaliação da saúde intestinal do paciente.

 

Através desse mesmo exame é possível fazer testes de proteína do soro sanguíneo e verificar a taxa de anticorpos como a imunoglobulina entendendo assim se houve uma reação a entrada de alguma substância estranha que confirme uma infecção.

 

Junto ao teste de acidez do PH sanguíneo é comum ainda que o médico peça também um teste de urina já que a candida albicans libera toxinas que são despejadas no organismo exclusivamente pela urina.

 

O exame de fezes é muito indicado para verificar a candidíase intestinal, uma vez que ali é aonde pode estar a chave de todo o problema do organismo infectado pelo fungo.

 

 

Como saber se você está infectado pela candidíase com um teste caseiro?

 

 

Existe um teste caseiro para candidíase muito simples para auxiliar no diagnostico da infecção. Serve como mais um indicador além dos já estudados nesse artigo e que pode trazer mais uma evidencia de contagio do organismo pela candida albicans.

 

Ele é conhecido como teste do cuspe, isso mesmo, um curioso experimento que é feito com a saliva e que deve ser considerado um auxiliar, como comentei, um mero indicador e não deve ser entendido como um exame comprobatório.

 

Devo alertar que esse teste não é aprovado pela maioria dos médicos pois pode acusar alguns falsos positivos da infecção, mas caso seja feito adequadamente pode trazer uma evidencia considerável de candidíase e afinal, não custa nada fazê-lo.

 

 

Teste da Saliva

 

Esse teste pode talvez fazer você se decidir a ir em uma consulta médica na ocasião em que os sintomas sejam muito sutis. Ao menos servirá como mais uma evidencia de candidíase e pode te dar um pré diagnóstico, vamos lá ao teste então.

 

  1. Ao levantar-se de manha e antes de escovar os dentes, comer ou beber qualquer coisa, separe um copo d’água em temperatura ambiente.
  2. Acumule e despeje a sua saliva nesse copo de água suavemente sem misturar a água.
  3. Deixe a água parada com sua saliva e retorne de 20 em 20 minutos para observar os seguintes sinais de candidíase.

A – formação de filamentos(como pernas) descendo do topo da água em direção ao fundo do copo.

B – partículas opacas de saliva ficam suspensas na água.

C – a saliva cai no fundo do copo.

 

Esse teste é interessante para constatar qual a densidade do muco da saliva uma vez que ela é ideal para a fermentação e ambiente propício para a candida viver.

 

A logica do teste é que, quanto mais rápido surgirem filamentos no topo d’água descendo em direção ao fundo do copo, mais consistente é a proliferação da candida em sua saliva.

 

Lembre-se que esse teste é cheio de falsos positivos e você deve tomar alguns cuidados, antes de fazer o teste como:

 

  • não ter dormido em quarto com ambiente mofado.
  • não ter ingerido muita água antes de se deitar no dia que fizer o teste.
  • ter tomado precaução de não ter restos de alimentos na boca antes de deitar.

 

Seguindo esses passos você da mais credibilidade ao experimento e conhece mais um sintoma da candidíase, que dessa vez se apresenta na saliva.

 

 

Recomendação

 

Você pode pensar em consultórios médicos acreditando serem o caminho mais curto para solucionar problemas de saúde, mas saiba que nem sempre é assim que acontece, infelizmente!

 

O meu caso foi esse e sei que não fui o único, inúmeras pessoas vivem um período longo buscando como curar a candidíase e talvez você seja mais um passando por isso.

 

Se esse é seu caso, tenho uma recomendação para você, uma receita de como curar candidíase que não está em remédios sintéticos. Um tratamento natural por alimentação direcionada para candidíase.

 

Escolha uma dessas 2 recomendações e inicie seu tratamento o quanto antes. O tratamento alimentar é barato, portanto, o primeiro programa que você se identificar abrace com dedicação pois a candidíase recorrente requer mais do que simples remédios farmacêuticos para a curar definitiva.

 

O Vencendo a Candidíase é um livro digital de uma especialista em infectologia e nutricionista que compartilhou os conhecimentos necessários para sanar de vez o problema de candidíase.

Um conhecimento escasso, realmente difícil de ser encontrado em nosso idioma, mas que felizmente exite.

 

Clique no link e entenda mais no site oficial do produto.

 

Outra alternativa de tratamento por alimentação direcionada é o programa Viver Sem Candidíase, um guia passo a passo para desintoxicar o organismo, cortar o crescimento da candida albicans e alimentar as bactérias boas que agirão no ponto fraco desse fungo terrível.

 

 

Clique aqui e seja direcionado ao site oficial para conhecer melhor.

One thought on “Sintomas da Candidíase e Diagnóstico – Como Saber se Você Está Infectado?

  1. Pingback: Candidíase Masculina – 3 Receitas Para Aliviar a candidíase peniana

Deixe seu Comentário