Candidíase Tratamento e Cura

Candidíase Peniana – 15 fatos que todo homem deve saber

Candidíase Peniana – 15 fatos que todo homem deve saber

 

Muitos homens não sabem muito sobre a candidíase peniana, ela parece uma simples irritação qualquer no inicio da infecção, o que leva muitos a pensarem que trata-se de uma alergia pelo uso da camisinha ou do próprio calor sem nem perceberem com o que estão lidando.

 

Assiste esse vídeo de menos de 2 minutos e compreenda um pouco melhor o caso:

 

A infecção por candidíase peniana sem dúvidas é um pesadelo para muitos homens com vida sexualmente ativa, que sofrem de diabetes, obesidade ou que por descuido exageram em drogas e se alimentam mal.

 

Para esse grande grupo de vítimas mais comuns existem agravantes isolados realmente, mas muitos fatos são relevantes e comuns entre todos eles e vou elencar alguns aqui.

 

 

Vejamos então os 15 principais fatos sobre candidíase peniana que todo o homem deve saber:

 

 

  1. Os sintomas de candidíase peniana aparecem muitas vezes após o primeiro contato sexual com parceiros infectados, porém, com a saúde em dia e higiene bem-feita o homem se livra dela sem nenhum tipo de tratamento.

 

 

  1. O intertrigo é uma doença de pele causada também pela levedura da candida albicans, ela esfolia a pele a deixando avermelhada ou amarronzada. Geralmente o intertrigo aparece em regiões perto das genitais como a virilha, saco escrotal e áreas quentes com muita fricção com as roupas. É um problema mais comum em obesos.

 

 

  1. Um dos sintomas mais comuns da infecção por candidíase no homem é uma fina camada esbranquiçada que reveste a cabeça do pênis e prepúcio. Trata-se de um acumulo de fungos no epitélio mucoso superior, uma proteção da própria colônia de fungos que pode ter um odor bem desagradável.

 

 

  1. A candidíase peniana não é uma doença sexualmente transmissível, na verdade ela é muito mencionada como a fosse já que os conjuntos de causas são muito semelhantes entre si em um cenário clínico.

 

 

  1. Independente do seu parceiro ser ou não o transmissor da candidíase, ele deve fazer também um tratamento, caso contrário a reinfecção pode ser iminente. Durante a penetração, a temperatura intravaginal é propícia para uma nova infecção entre o casal.

 

 

  1. A doença é também conhecida genericamente como infecção por fungo ou levedura no pênis, sapinho peniano, monilíase e balanopostite(que também pode ser causada por outros fungos e bactérias).

 

 

  1. Caso a infecção não seja tratado com os devidos cuidados, existe uma forte tendência de uma reincidência. Caso você tenha mais de 4 episódios da infecção em um mesmo ano, sem dúvidas você será diagnosticado com candidíase recorrente e o tratamento para ela é mais a longo prazo que a candidíase convencional.

 

 

  1. A infecção peniana sem um tratamento adequado pode evoluir para o trato urinário e desencadear uma inflamação no canal da uretra, na bexiga e até uma balanopostite.

 

 

  1. Embora a tendência de infecção masculina seja através de seus parceiros sexuais, ela frequentemente tem outras origens como de mau uso de antibióticos, excesso de açucares e carboidratos em dieta, muita cerveja, higiene precária e doenças adjacentes por exemplo.

 

 

  1. Cerca de 50% dos homens tem a levedura da candida no pênis, mas não são afetados pois mantém bons hábitos alimentares e de higiene pessoal, o que evita o ambiente para a colonia de cândida prosperar.

 

 

  1. Muitas vezes os sintomas da candidíase aparecem de forma tão sutil que o homem não é alardeado por eles. A região da cabeça do pênis um pouco mais sensível e avermelhada é normal até mesmo em indivíduos saudáveis por exemplo.

 

 

  1. É comum a infecção da candidíase peniana ser eliminada com tratamentos tópicos como pomadas e cremes sendo aplicados 2 vezes diariamente por 1 semana ou mais. Em casos de candidíase recorrente as pomadas tornam-se inúteis já que a candida ganhou autoimunidade e está agindo dentro do organismo.

 

 

  1. A candida albicans está presente também na pele e dobras do corpo, em menor proporção do que nas regiões mucosas e úmidas como o pênis é verdade, mas saiba que a colônia não se prolifera nessas outras áreas pois a temperatura media da pele exposta não é apropriada para uma colônia grande perdurar.

 

 

  1. Atente-se que o pênis com erupções, manchas avermelhadas e queimação não necessariamente são causados pela candidíase. Você deve ser diagnosticado por um médico antes de qualquer presunção já que outros micro-organismos patogênicos também podem causar sintomas bem semelhantes.

 

 

  1. Muitos casos de candidíase peniana se apresentam entre homens cuja parceira esta grávida. Isso porque na gravidez a vagina está em condições propícias para a evolução ativa das colônias de candida albicans. Por consequência mais leveduras são transmitidas para o homem no ato sexual.

 

 

Recomendação:

 

Caso seu problema seja de uma candidíase recorrente e você já tenha uma experiência com ela, tenho uma recomendação para você, um programa de alimentação direcionada para curar candidíase.

 

Existem poucos exemplares como esses em nosso idioma e vou te mostrar agora os 2 principais que pela qualidade posso recomendar. Escolha um deles e inicie seu tratamento o quanto antes pois ambos são muito bons!

 

O Programa Viver Sem Candidíase é um guia passo a passo de uma alimentação direcionada para combate à candidíase. Uma alimentação natural cheia de receitas com ingredientes fáceis de encontrar em casa, sem duvidas um dos tratamentos mais completos que existe!

 

Para saber mais, clique aqui e acesse o programa Viver Sem Candidíase com todos os bônus incluídos.

 

Existe também outra alternativa de programa de alimentação direcionada para curar candidíase que merece igualmente minha recomendação. O Método Vencendo a Candidíase, um programa alimentar criado por uma nutricionista e infectologista já bem conhecido pelo seu sucesso.

Para conhecer melhor o produto, acesse aqui e tenha acesso ao Vencendo a Candidíase com seu bônus.

 

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentário