6 Eficientes Remédios Caseiros para Candidíase que Funcionam

Início » Blog » Candidíase na Mulher » 6 Eficientes Remédios Caseiros para Candidíase que Funcionam

6 Eficientes Remédios Caseiros para Candidíase que Funcionam

Uma coceirinha na região íntima é normal, uma cólica intestinal também não é algo tão estranho assim, mas como a Candida é um fungo da nossa natureza microbiana, porque então não usarmos remédios caseiros para candidíase e curá-la ao natural também?

 

Nesse artigo deixaremos você por dentro de receitas naturais que funcionam, testadas e comprovadas em laboratório como de grande potencial na cura da infecção fúngica da candidíase genital.

 

Como sempre fazemos por aqui, a ideia é entendermos porque essas receitas funcionam, e mais, sairmos um pouco da caixa para analisarmos também as opções de remédios para candidíase vendidos em farmácia, os tratamentos disponíveis, porque eles funcionam e quando eles não funcionam.

 

Nos últimos 15 anos a comunidade médica vem observando um aumento significativo de infecções por candidíase no mundo e muitos especulam as mudanças dos nossos hábitos alimentares como um dos principais fatores desse aumento.

 

Caso seja verdade, devemos então culpar o fungo pela sua natureza de se modificar com a química de nosso corpo e causar a reação infecciosa? O mais sábio acordo que podemos fazer é convivermos em harmonia com nossa saúde, o que envolve esses microrganismos que tem papel fundamental em nosso corpo.

 

Ilustração das colonias da Candida
  • Save

Sabemos que temos milhões de colônias de Candida albicans na boca, no intestino e na pele, que só crescem e causam problemas quando nossa química e defesas do organismo estão debilitadas.

 

Entre as mais de 150 espécies de fungos da família Candida catalogados, 15 delas são conhecidas por causar problemas no homem quando suas colônias crescem fora de controle.

 

Para construírem e fazerem suas colônias crescerem, os fungos secretam enzimas hidrolíticas, que transformam material indigesto do nosso corpo em alimento útil a elas. Quanto mais esses fungos se juntam em uma área, um tipo de molde é formado causando uma infecção na região.

 

Existem muitos medicamentos caseiros para candidíase que podem ser usados nessas áreas infectadas e mesmo eles sendo mais antigos do que remédios farmacêuticos, existe pouco engajamento científico se desdobrando para criar estudos que autentiquem sua eficácia.

 

Por esse motivo e outros, os remédios naturais e receitas caseiras para candidíase ficam por vezes à margem da medicina moderna, no entanto, funcionam até hoje na maioria dos casos, com históricos e recomendações dos médicos mais experientes, em inúmeras situações.

 

O mesmo pode ser dito dos remédios farmacêuticos, mas como são a primeira opção de tratamento e também os mais populares em consultórios médicos, começaremos então a nossa análise por eles.

 

 

A Cura da Candidíase por Remédios Farmacêuticos

Medicamentos de farmácia para monilíase
  • Save

Não podemos falar dos remédios farmacêuticos para candidíase como falamos sobre uma aspirina para resfriado, pois esse não é um problema tão claro de diagnosticar. A candidíase pode infectar a pele, genitais, boca e com isso se confundir com alergias, infecções bacterianas ou de outros fungos.

 

Por esse motivo é evidente a necessidade de um médico qualificado que possa diagnosticar com precisão o problema. Ele deve inclusive fazer questões ao paciente para esclarecer sintomas que não são necessariamente físicos, já que a infecção quando ocorre no organismo pode ser denunciada por alguns sintomas psicológicos.

 

Todos por causa do excesso de toxinas liberadas pelas colônias da Candida em crescimento no organismo e que afetam receptores em nosso cérebro.

 

Os médicos têm um treinamento adequado e seguem um procedimento muito bem estipulado para diagnosticar isso no próprio consultório, mas quando os sintomas são dúbios ele pode pedir exames laboratoriais para que a candidíase se confirme.

 

Ilustração de receita médica para candidíase
  • Save

Existem casos de urologistas e ginecologistas que recomendam remédios caseiros para candidíase, mas o mais provável é que emitam uma receita médica para a farmacêutica vender cremes de uso tópico para candidíase cutânea ou um comprimido antifúngico caso o paciente tenha a infecção intestinal.

 

Muitos recomendam os dois ao mesmo tempo e são motivados a fazer isso por saberem que a infecção começa no intestino e passou posteriormente para o trato urinário ou oral.

 

Muitos desses remédios farmacêuticos são a solução para a maioria dos casos de monilíase, sendo capazes de curar a infecção na primeira semana de uso.

 

Em outros casos, quando de candidíase recorrente, os pacientes ainda se utilizam desses mesmos medicamentos, mas com uso prolongado se estendendo a meses de tratamento.

 

Toda a posologia dessas pomadas e comprimidos pode variar de pessoa para pessoa, conforme suas condições, idade e sintomas apresentados. Vamos então conhecer os principais medicamentos para candidíase vendidos no mercado e entender como eles funcionam.

 

 

A Candidíase e Remédios Farmacêuticos de uso Tópico ou Oral

 

Alguns medicamentos antifúngicos são usados em forma de cremes e pomadas de uso tópico ou consumidos em comprimidos via oral. Eles se dividem em alguns grupos que agem de formas diferentes sobre a Candida.

 

Casal lendo bula de remédios para candidíase
  • Save

É um pouco nebuloso quando lemos os nomes técnicos espalhados pelas bulas desses remédios ou estudamos pesquisas deles em laboratório, por isso vou dar uma breve explicação mais objetiva sobre como eles agem.

 

Alguns inibem a síntese de proteínas do fungo no seu próprio DNA e/ou RNA, outros agem fazendo alteração na membrana celular do fungo ou por inibição de biossíntese da parede celular, o que em resumo são várias formas diferentes de matar as células da Candida atingindo seu núcleo.

 

Aqui estão os remédios para candidíase mais famosas vendidas em nosso mercado:

  • Nistatina
  • Fluconazol
  • Miconazol
  • Cetoconazol
  • Terconazol
  • Itraconazol
  • Clotrimazol (Gino-Canesten)

 

Em geral, quanto mais concentrada a droga menor o tempo que você precisa usar ela, mas isso depende logicamente do quadro de infecção do paciente.

 

Esses remédios quando consumidos por uso tópico são a solução para a maioria dos pacientes que sofrem com os seguintes sintomas genitais da candidíase:

  • Rachaduras na pele
  • Descamação
  • Coceira
  • Vermelhidão
  • Ardência e Irritação
  • Acumulo de esmegma e odor típico
  • Inchaço
  • Alterações no tecido da pele(elasticidade, supersensibilidade e mudanças na pigmentação)

 

Eles promovem o alívio desses sintomas e conseguem remover a matriz em que as colônias se desenvolvem no tecido da pele, mas nem sempre são eficazes e veremos agora o por quê.

 

 

A Eficacia dos Remédios Farmacêuticos

 

Esses medicamentos para candidíase são eficazes na maioria dos casos e bem práticos diante a infecção fúngica, mas não podem de forma alguma serem considerados a cura definitiva para qualquer candidíase uma vez que não atingem todos os fungos da família Candida.

 

Remédios Caseiros Para Candidíase
  • Save

Veja o exemplo da Nistatina, no qual estudos mostram que o uso tópico para infecções genitais são efetivos entre 70% a 85% dos casos. Geralmente ela falha 30% das vezes em que a infecção é causada pelos fungos da Candida Glabrata e Candida Krusei.

 

Você já reparou as outras pomadas para candidíase que levam “azol” no sufixo de seus nomes?

 

São conhecidas como Imidazol, as mais modernas, famosas e utilizadas na indústria, mas assim como no caso da Nistatina não tem eficiência em alguns casos de candidíase, pelos seguintes motivos:

 

  • Mutações ou superação do fungo
  • Acúmulo reduzido do azol dentro das células
  • Tolerância aos esteróis metilados via mutação
  • Formação de biofilme das colônias maduras do fungo
  • Mitigação ao medicamento se aproveitando do colesterol do hospedeiro

 

No entanto, esses medicamentos do tipo azol são mais efetivos que a Nistatina, principalmente contra a Candida Albicans, que representa cerca de 66% dos casos de infecção por candidíase.

 

Mas como se não bastasse, muitos pacientes apresentam sintomas genitais, se utilizam desses remédios para a infecção da candidíase, todos os sintomas vão embora, mas nos próximos meses ela retorna com tudo.

 

Uma praga que não apresenta perigos mais drásticos, senão os de destruir o bem-estar de qualquer pessoa, colocando um publico enorme de pacientes em frustração.

 

Porque isso ocorre você pergunta?

 

Medico explica paciente sobre a candidíase
  • Save

Simplesmente essa candidíase não é genital ou oral como se externalizou a princípio em nosso corpo, a raiz da infecção é outro. Ela muitas vezes nasce em nosso intestino aonde compõe a microbiota humana, local que se faz presente em cerca de 80% das pessoas e convivendo de forma controlada com outros microrganismos.

 

Quando as colônias do fungo crescem em taxas acima do tolerável, eles são capazes de romper as barreiras de proteção do organismo e se externalizar em outras partes do corpo. Por isso além de remédios tópicos os médicos adicionam na sua receita os comprimidos antifúngicos de uso oral.

 

Algumas vezes os comprimidos são receitados em dose única, outras vezes distribuídos por algumas semanas com intervalos de 74h. Os antifúngicos em comprimidos são bem fortes, e podem ser a solução mais imediata, mas podem também matar fungos que não deveriam sumir de um corpo saudável.

 

Através de estudos em laboratório os usos de antifúngicos do tipo azol não é recomendado para infecções por Candida não Albicans e em alguns casos remotos a resistência da Candida Albicans a esse tipo de medicamento também ocorre.

 

 

Quando os Remédios Farmacêuticos para Candidíase não Funcionam

O maior problema desses remédios farmacêuticos para candidíase está na propriedade do fungo modificar seu DNA e passar a se imunizar aos medicamentos caso sua aplicação não seja assertiva logo no princípio do tratamento.

 

Casal com problemas de candidíase
  • Save

A Candida é um fungo oportunista e isso tem uma relação bem direta com a química do nosso organismo. Por isso um ambiente favorável ao crescimento do fungo pode diminuir a eficacia dos remédios e tornar as colônias mais fortes caso sobrevivam a eles.

 

Dessa forma, os riscos da infecção não ser eliminada completamente é grande. Por esse motivo muitos médicos podem receitar ainda remédios caseiros para candidíase, mudanças de hábitos alimentares e outras medidas que alterem naturalmente a química no organismo do paciente em tratamento.

 

Tudo se explica na forma como a infecção funciona dentro das colônias do fungo, que depositam suas hifas profundamente sob a pele ou dentro do corpo para absorver os nutrientes que as farão continuar sobrevivendo e crescendo de forma oculta das defesas do corpo.

 

biofilme das colonias da Candida
  • Save

Dentro do biofilme das colônias, elas podem se proteger das defesas do organismo e caso tenham em seu DNA a informação genética dos fungos sobreviventes aos medicamentos utilizados contra elas, herdarão essa propriedade em suas próximas gerações.

 

Funciona da mesma forma que aprendemos nas aulas de biologia da escola, todo o mecanismo não se passa de uma seleção natural na qual os mais fortes passam sua herança genética a diante.

 

Portanto, devemos conviver com a possibilidade dos remédios farmacêuticos não funcionarem em todos os cenários e para todas as pessoas, principalmente aqueles que tomam esses medicamentos ao mesmo tempo que enfrentam outros problemas de saúde além da candidíase.

 

Os riscos dos remédios farmacêuticos não darem certo é comum nessas condições apresentadas, mas pior é quando são utilizados os remédios errados. Imagine você estar com problema de intestino preso e comer uma maça, que prende o intestino mais ainda por exemplo?

 

Parece improvável, mas estima-se que cerca de 66% das mulheres se automedicam comprando no balcão da farmácia medicamentos para vaginoses bacterianas sem saberem que estão na verdade com a vaginose fúngica causada pela Candida.

 

Pior ainda são casos em que antibióticos são utilizados contra a candidíase. Isso pode destruir a microbiota humana, simplesmente matar as bactérias boas em nosso trato intestinal que são combativas e rivais dos próprios fungos da Candida.

 

Como esse fungo é super-resistente aos antibióticos, ele pode tornar-se o mais populoso em nosso corpo. Sem defesas e com mais espaço ainda para crescer, eles passam a fortalecer suas colônias sem nenhuma resistência natural a isso.

 

Muitos pacientes costumam pular de médico em médico e não relatam os medicamentos que já foram utilizados em seus tratamentos. Você percebeu como é importante o profissional de saúde ter todos os dados sobre os procedimentos que já foram utilizados por você em seus tratamentos?

 

Geralmente esses remédios farmacêuticos próprios para candidíase não têm propriedades que afetam negativamente as pessoas, a não ser por causa de alguns casos de alergias, quando utilizados por gestantes e nos outros casos que foram relatados aqui.

 

Algumas medicações para candidíase não requerem receita médica, mas podem atrapalhar muito o tratamento quando mal utilizados, por isso é importante ter atenção com a automedicação.

 

 

A Cura pelos Remédios Caseiros para Candidíase

Medicamentos caseiros para candidíase
  • Save

Quando se deparam com a infecção, muitos enfermos preferem buscar a cura em remédios caseiros para candidíase antes de qualquer outra solução.

 

Como é uma alternativa natural ao fungo, a consideramos o ideal pois conseguem na maioria dos casos eliminar o foco da infecção em sua raiz e sem muitos efeitos adversos.

 

Acontece que, da mesma forma que ocorre com medicamentos farmacêuticos, nem sempre os tratamentos naturais são a solução definitiva e podem se tornar um paliativo quando o diagnóstico é feito errado.

 

Isso se resume em saber qual a raiz da infecção, se é apenas pontual se manifestando na pele, boca e genitais, ou então se o problema é mais profundo e decorrente de uma candidíase intestinal. Nesse último caso, simples receitas caseiras de uso tópico poderão frustrar algumas pessoas.

 

A boa notícia é que também existem remédios naturais para esse tipo de candidíase que se repete, a sua solução está na própria alimentação. Essa seria a substituta natural do que consumimos em comprimidos farmacêuticos para monilíase, mas com a vantagem de modificar positivamente a química do organismo para superar o fungo.

 

Perceba que muitos dos métodos naturais nem sempre tem o respaldo de estudos científicos em laboratório para comparar seus resultados às opções de medicamentos sintéticos. Dificilmente são alvos de pesquisas uma vez que não angariam fundos para os estudos da própria indústria.

 

Apesar de controversa, a medicina alternativa tem seu espaço já conquistado e um público inteiro muito satisfeito com ela.

 

Nós mesmos nessa página recebemos testemunhos de dezenas de pessoas por e-mail ou nas redes sociais. Muitos agradecendo o pouco auxílio que damos ao compartilhar estudos, receitas naturais e outras referências que puderam tornaram finalmente a cura delas possível.

 

Ilustração egípcia da medicina antiga
  • Save

Remédios desse tipo sempre nos foram passados de geração em geração e são reconhecidos não somente de forma empírica, mas também pela academia, as vezes como uma solução menos agressiva para inúmeras enfermidades.

 

Costumamos dizer que, quando entramos em uma farmácia indiana ou chinesa e olhamos aquelas prateleiras cheias de ervas e raízes, podemos ter certeza que esses conhecimentos, muitas vezes milenares, não chegaram até nosso tempo por mera sorte ou simpatia.

 

Existe uma história de gerações inteiras de homens provando da natureza, pelo método mais rústico de tentativa e erro, até finalmente conhecerem cada droga que a própria natureza nos fornece.

 

Até hoje a indústria farmacêutica tenta simular muitas dessas propriedades naturais que estão em sementes, raízes e plantas para seus remédios sintéticos. No entanto, as reações adversas desses medicamentos farmacêuticos, na maioria dos casos, não são encontrados na medicina natural.

 

Entre os remédios naturais e auxiliares mais consumidos para tratar a candidíase estão:

  • Banhos de assento
  • Cremes caseiros
  • Óleos e ervas
  • Tampões vaginais e supositórios
  • Sucos Detox
  • Antifúngicos naturais
  • Chás
  • Probióticos e Prébioticos
  • Alimentação direcionada

 

Existem vantagens na utilização dessas soluções caseiros para a candidíase, principalmente quando combinadas a uma alimentação direcionada. Isso pode definitivamente tornar seu corpo um templo em termos de saúde e equilíbrio.

 

Vencer a candidíase com comida, por exemplo, é a forma mais simples de modificar a química do corpo e tornar nossa flora natural combativa ao fungo. Essa medida combina outros tratamentos auxiliares como o preparo de um bom suco Detox para se livrar das toxinas do fungo ou ingerir probióticos para promover boas bactérias combativas ao fungo.

 

Vamos conhecer agora alguns tratamentos naturais para candidíase que valem a pena você fazer em casa. Eles certamente podem “virar o jogo” para quem está combatente a candidíase genital e apontarei em cada um deles o porquê.

 

 

A Candidíase Tratada por Banhos de Assento

Entre os remédios caseiros para candidíase genital mais recomendados estão os banhos de assento. Eles são feitos com plantas e ervas bem específicas, com propriedades terapêuticas indicadas tanto para homens quanto mulheres.

 

Eles tem potencial de aliviar sintomas da candidíase como inchaço, queimação, dor, coceira, corrimento vaginal e até prevenir qualquer um desses problemas quando existirem as suspeitas da monilíase.

 

Muitas mulheres, no entanto, fazem mau uso deles, por isso é bom se ater à ducha vaginal, o que definitivamente não é recomendada pois pode destruir a flora natural por completo.

 

O modo correto de utilizar o banho de assento é passando externamente na genital e posteriormente enxugando bem a região. Dessa forma o banho mantém a acidez genital e não mata as bactérias naturais e benéficas, por isso é importante seguir as receitas a risca.

 

 

Banho de Assento com Camomila

Remédio Caseiro Para Candidíase
  • Save

A camomila é um remédio caseiro para candidíase muito recomendado já que suas flores contém entre 1% – 2% de óleos voláteis como o alfa-bisabolol, óxidos de alfa-bisabolol A / B e matricina.

 

Esses ingredientes ativos contribuem com suas propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes e antimicrobianas.

 

Muitas receitas caseiras para candidíase diferentes são feitas com ela, que pode ser utilizada em forma de óleo concentrado ou ervas secas como as que compramos na feira ou mercado.

 

A receita de banho de assento com camomila é muito simples de aplicar seguindo a seguinte ordem:

  1. Coloque uma panela no fogo e ferva 1,5 litros de água.
  2. Desligue o fogo após levantar fervura e coloque 3 colheres de sopa cheias de camomila.
  3. Deixe a panela de água fervida com camomila dentro, tampe ela e deixe agir 5 a 10 minutos.
  4. Separe uma bacia em que seu quadril caiba para banhar-se com o chá de camomila.
  5. Coe o chá para dentro da bacia e aguarde o líquido alcançar temperatura agradável ao toque.
  6. Sente-se na bacia e banhe-se com esse chá até a temperatura esfriar, depois se seque bem.
  7. Faça essa receita 2 vezes por dia com intervalo de no mínimo 8 horas.

 

Essa receita caseira deve ser feita pelo menos durante 3 dias seguidos e dependendo do caso se estender até 1 semana, ou então até curar completamente a candidíase.

 

Certamente as sensações mais incomodas da candidíase desaparecem no primeiro banho, mas não se contente com isso e siga esse plano até o final para ter os efeitos definitivos do tratamento.

 

 

Banho de Assento com Orégano

Remédio Caseiro Para Candidíase
  • Save

O orégano é um dos antifúngicos mais potentes que se tem conhecimento na natureza por causa de seus fenólicos antioxidantes como o carvacrol e o timol, que tem diversas atividades no organismo.

 

Eles tem efeito deletério contra a candidíase e eliminam mais de 79 tipos de toxinas liberadas pelo fungo como o etanol e acetaldeído, portanto vale muito a pena consumir ela na alimentação também.

 

A principal vantagem dele como medicamento natural para candidíase é que o fungo não tem propriedades de desenvolver resistência contra o carvacrol, o principal agente antifúngico do orégano.

 

Esse remédio caseiro para candidíase pode ser preparado com óleo do orégano(sem álcool) ou a partir da própria planta seca em água fervida.

 

Segue a receita do banho de assento com orégano:

  1. Coloque para ferver 1,5 litros de água.
  2. Apos levantar fervura acrescente 2 colheres de sopa de orégano e desligue o fogo.
  3. Tampe a panela com a solução dentro e deixe agir por 5 a 10 minutos.
  4. Pegue uma bacia que caiba seu quadril dentro para se banhar com o chá de orégano.
  5. Filtre com coador o chá para dentro da bacia e aguarde a temperatura ficar agradável.
  6. Sente-se na bacia e deixe o chá agir até a temperatura esfriar, depois se seque bem.
  7. Faça essa receita todas as noites antes de dormir.
  8. Durma sem calcinha durante as noites que fizer o banho de assento.

 

Essa receita deve ser seguida por 1 semana todas as noites. Logo a princípio os sintomas mais chatos da candidíase desaparecem, mas não se engane com isso, como os efeitos do orégano são progressivos, a infecção só estará eliminada definitivamente após cumprir o tratamento.

 

Reparou que essa receita caseira para candidíase é preparada igualzinha a anterior? Sim, essa é a receita base para banhos de assento, não se passa de um chá que você devera se banhar em temperatura quente nas partes íntimas.

 

Mas lembre-se que não deve ser aplicado dentro da vagina, apenas na vulva externamente.

 

 

Banho de Assento com Barbatimão

Remédio Caseiro Para Candidíase
  • Save

 

Estudos científicos reconhecem o barbatimão pelos seus taninos condensados que são substâncias fenólicas com papel de defesa contra microrganismos e também pelos seus flavonoides que protegem as células e o DNA de danos oxidantes.

 

Além disso o barbatimão também tem ação analgésica, anti-inflamatória, antisséptica e cicatrizante, o que cai realmente bem para a inflamação das infecções genitais.

 

 

A receita do banho de assento com o barbatimão é igualmente simples como as outras apresentadas aqui, vamos a ela:

  1. Ferva durante 15 minutos 1,5 litros de água e 2 colheres de sopa de cascas do barbatimão juntos.
  2. Apos levantar fervura tampe a panela e deixe agir por mais 5 minutos.
  3. Depois filtre o chá despejando em uma bacia larga o suficiente para encaixar o quadril.
  4. Com temperatura agradável a pele, sente-se nessa solução até que a água esfrie.
  5. Apos o banho com o chá, seque-se bem.

 

Repita esse procedimento diariamente até que os sintomas da candidíase desapareçam por completo. Saiba que essa receita é apenas para o banho de assento e deve ser aplicada na região externa da vagina.

 

Esse remédio caseiro para candidíase é recomendado por inúmeros especialistas, inclusive sendo consumido como chá para combater a candidíase intestinal, mas existem contraindicações, especialmente para gestantes pois o barbatimão têm efeito abortivo.

 

 

As Receitas Caseiras para Candidíase com Supositórios e Tampões

Os remédios naturais para candidíase feitos a partir de supositórios e tampões são uma forma bem eficaz de atingir o fungo diretamente na mucosa genital. São de fácil absorção pela pele e agem em curto espaço de tempo se mostrando ágeis.

 

Eles são feitos com óleos encontrados em plantas para o uso tópico, compostos químicos naturais em forma de capsulas e supositórios ou cremes de soluções caseiras encharcadas em tampões vaginais ou absorventes internos.

 

Algumas delas podem ser encontradas na própria farmácia, casas de aromaterapia, de medicina natural e até mesmo online.

 

Todas essas receitas caseiras para candidíase são utilizadas de uma forma que não danifiquem ou prejudiquem a flora vaginal, que tem o papel primordial de manter a genital protegida de outras bactérias e germes, um cuidado que vai muito além do fungo causador da monilíase.

 

Segue algumas recomendações de receitas caseiras e alguns esclarecimentos sobre como elas funcionam contra a candidíase.

 

 

Tampões com Óleo de Melaleuca Alternifolia (Tea Tree)

Remédio Caseiro Para Candidíase
  • Save

O óleo de Tea Tree em supositórios e tampões são comprovados por estudos e inúmeros relatos de mulheres pelo alívio da candidíase vaginal e também é muito utilizado em receitas para a candidíase oral.

 

Ela vem das folhas da árvore Malaleuca Alternifolia que é nativa da Austrália, sendo utilizada medicinalmente a milênios por suas tribos aborígenes. Conhecida como Tea Tree (Arvore do Chá) é encontrada também em áreas pantanosas da Ásia, Europa e para a nossa sorte na América do Sul.

 

Outros estudos também indicam que o terpinen-4-ol, o principal composto presente no Tea Tree, aumenta a efetividade de alguns antifúngicos como o fluconazol em casos da super-resistência da Candida Albicans.

 

As suas propriedades antimicrobianas atingem a forma patogênica dos fungos da Candida, modificando suas membranas celulares permanentemente. Isso impede a permeabilidade de algumas enzimas nessas membranas, comprometendo assim a produção de energia celular e resultando finalmente na eliminação dos fungos.

 

A Melaleuca Alternifolia tem propriedades:

  • Antifúngicas.
  • Antibacterianas.
  • Antibióticas.
  • Antissépticas.

 

Exite a possibilidade de fazer o Óleo de Malaleuca em casa, mas infelizmente isso se torna inviável pela dificuldade de acesso aos ingredientes no mercado, pela menor eficiência medicinal e custos maiores do que o óleo comprado diretamente de um fornecedor.

 

Como utilizar a receita de tampão com óleo de Malaleuca:

  1. Coloque em uma tigela 1 colher de chá de óleo concentrado de Malaleuca.
  2. Coloque nessa mesma tigela 7 colheres de sopa de água limpa.
  3. Misture essa solução com a colher de sopa.
  4. Embebede o absorvente intimo ou algodão nessa mistura e aperte para remover excessos.
  5. Ponha o absorvente ou algodão umedecido na região da calcinha que tampa a genital.
  6. Use esse tampão vaginal todas noites até desaparecerem os sintomas.

 

Apesar de terem estudos e relatos da cura da candidíase com o uso do óleo de Malaleuca, não são todos que se adaptam a ele. Existem pequenos grupos de pessoas que relatam alguns problemas na sua utilização.

 

Isso envolve irritação de pele, queimação e outros sintomas típicos de alergia dependendo da pessoa, o que deve levar ao cancelamento imediato do tratamento assim que aparecerem esses sinais.

 

 

Aplicação de Violeta de Genciana

Remédio Caseiro Para Candidíase
  • Save

A Violeta Genciana, também conhecida como Violeta de Metil é um composto orgânico usado principalmente como indicador de PH e colorante, mas tem um peso histórico milenar, sendo utilizado até hoje na fabricação de inúmeros produtos medicinais.

 

Ela era uma forma de tratamento antigo, que perdeu interesse quando os antibióticos surgiram, mas atualmente continua sendo a principal forma de acusar bactérias através de corante de contraste violeta nos laboratórios através do teste de Gram.

 

A violeta genciana tem esse nome pela sua cor violeta ser igual às das pétalas da flor Genciana, mas não é feita de violetas na verdade. Ela se destaca por ter propriedades antibacterianas, antifúngicas, antitumorais e antiangiogênicas.

 

É uma solução antiga para candidíase e outros problemas fúngicos, com isso, estudos foram feitos trazendo a tona a eficácia da violeta genciana como remédio caseiro para candidíase genital e oral.

 

Os estudos feitos com a Violeta Genciana em pacientes com doenças imunossupressoras e sofrendo de candidíase, mostram resultados excepcionais. Sua ação reduz consideravelmente a massa de biofilme das colônias da Candida Albicans e outros fungos da família Candida em pacientes com estado debilitado.

 

A utilização da Violeta Genciana como medicação caseira pode ser feita das duas seguintes formas, como tampão vaginal ou supositório vaginal. Mas isso depende se o problema da infecção está na vulva ou no canal vaginal.

 

Algumas considerações devem ser dadas antes do tratamento caseiro para candidíase pois a Violeta Genciana realmente tinge a pele, as mãos e pode tingir também a calcinha com sua cor de violeta por alguns dias.

 

Isso requer um plano prévio como, por exemplo, usar calcinhas e toalhas escuras ou já bem usadas, assim como utilizar luvas ou saco plástico nas mãos para manusear o medicamento.

 

A receita caseira para tratar a candidíase com Violeta Genciana é a seguinte:

  1. Misture 1 colher de sopa de Violeta Genciana a 1 colheres de sopa de água limpa.
  2. Embebede, sem encharcar, 1 absorvente intimo ou ¾ do absorvente interno nessa solução.
  3. Com ajuda de vaselina(opcional) introduza o absorvente interno na vagina ou
  4. Prenda o absorvente intimo na calcinha em forma de tampão.
  5. Deixe essa mistura agir entre 3 a 4 horas todas as manhas.
  6. Faça esse procedimento entre 5 a 12 dias corridos dependendo do grau de infecção.

 

Caso tenha feridas na pele é recomendado não usar a Violeta Genciana, caso contrário, poderá ganhar uma tatuagem sem querer.

 

Outra consideração é a dosagem, a Violeta Genciana deve ter no máximo 1% de concentração, senão pode causar incômodos na pele e irritar. Pelo mesmo motivo deve estar em contato com a pele por poucas horas sem abuso de superdosagem.

 

Siga essas recomendações e caso sinta queimação, dor ou outros sintomas que não haviam antes de aplicar a Violeta Genciana na vagina, é prudente e aconselhável suspender o tratamento.

 

 

Supositórios de Acido Bórico

O ácido bórico é um composto de minerais encontrado em forma de cristais incolores, muito utilizada na medicina como na água boricada por exemplo. Assim como outros sais naturais, tem muitas utilidades, mas em particular é usada como antisséptico, inseticida e tem ação bacteriostática e fungicida.

 

Caso ingerida inadequadamente pode ser tóxica ao organismo, mas em doses certas não traz grandes riscos a saúde. É inclusive um elemento importante para o bom funcionamento do nosso corpo e pode ser encontrado naturalmente na nossa alimentação.

 

O acido bórico pode ser utilizada como remédio caseiro para candidíase em forma de supositórios ou óvulos, uma forma bem efetiva, principalmente contra a infecção causada pelos fungos da candida não Albicans.

 

Alguns estudos mostram que 92% das aplicações desses supositórios podem curar a infecção entre 7 a 10 dias.

 

Outros casos estudados, dessa vez em mulheres com candidíase vaginal que não responderam bem com antifúngicos do tipo “azol”, evidenciam uma taxa de cura de aproximadamente 70% quando combinados com a flucitosina.

 

Seguindo esse mesmo estudo foi feita uma revisão pela Journal of Women’s Health, apontando o ácido bórico como uma alternativa segura a medicamentos do tipo “azol” em tratamentos da candidíase recorrente, inclusive as que são causadas por Candida não Albicans.

 

A utilização de supositórios de ácido bórico para candidíase deve ser feita da seguinte forma:

  1. Ao dormir, com as mãos limpas e deitada de costas, separar o supositório em capsula.
  2. Flexionar os joelhos com os calcanhares sob a cama.
  3. Introduzir na vagina a capsula (máximo 600mg do ácido) até o final do canal vaginal.
  4. Aguardar entre 15 e 30 minutos para a capsula se desmanchar dentro da vagina antes de retornar as pernas a posição normal.
  5. Esse procedimento deve ser feito todas as noites entre 7 a 10 dias ou até desaparecerem os sintomas.

 

Algumas considerações devem ser feitas antes de utilizar essa receita caseira contra candidíase. Como cada pessoa tem um organismo diferente, reações adversas podem surgir e para outras pode ser perigoso, especialmente para pessoas alérgicas ao ácido bórico, crianças e gestantes.

 

O melhor remédio para candidíase é aquele que dá certo e essa daqui é uma alternativa que pode ser considerada mais severa contra a candidíase. Por isso o médico deve ser consultado antes de tudo já que os supositórios de ácido bórico são vendidos apenas sob prescrição médica.

 

 

A Alimentação Direcionada como Tratamento da Candidíase Recorrente

Medicamentos naturais Para Candidíase
  • Save

Boa parte dos medicamentos para candidíase buscam atingir o fungo em seu núcleo celular, mas quando falham, em casos já explicados aqui, fazem a infecção retornar mais fortalecida ainda.

 

Esse é um cenário bem comum do que ocorre na candidíase recorrente, conhecida também como candidíase de repetição.

 

Apesar dela ser mais frequente em pessoas com doenças imunossupressoras, ela também atinge aqueles que negligenciam a própria alimentação, vivem com anemia ou exageram em junkfoods, drogas e bebidas alcoólicas.

 

O organismo de qualquer pessoa tem seus altos e baixos, que vão além da má alimentação ou maus hábitos. A química do nosso corpo pode se modificar por motivações psicológicas como estresse, questões hormonais e até baixas na imunidade que são periódicas na vida de qualquer pessoa.

 

Até mesmo uma prisão de ventre ou disenteria podem modificar a química e grau de acidez ou alcalinidade do nosso corpo. Alterações muito bruscas desse tipo podem tornar nosso organismo um refém de germes, fungos e bactérias que se aproveitam dessa fragilidade.

 

Tomar remédios farmacêuticos nessas condições pode ser uma cura para a candidíase, mas também uma verdadeira via de duas mãos pois, caso não cure definitivamente a infecção e ainda altere a química do organismo negativamente, tendem a fortalecer as colônias remanescentes do fungo.

 

Nutrologa e Nutricionista para tratamento da candidíase
  • Save

 

É aqui que entra um tipo de remédio caseiro para candidíase considerado infalível, que somente dois tipos de profissionais podem receitar com o devido compromisso de causa. Uma nutróloga ou nutricionista, com um bom plano alimentar bem montado.

 

É a eles que infectologistas clínicos recorrem quando seus pacientes estão em estado de saúde grave ou quando querem otimizar o funcionamento do organismo em qualquer tratamento médico.

 

As principais vantagens que uma alimentação direcionada contra a candidíase traz são:

  • Deixa de alimentar as colônias da Candida.
  • Elimina as toxinas liberadas pelas colônias do fungo em crescimento.
  • Retardar o metabolismo do fungo.
  • Reconstruir o sistema imunológico.
  • Introduzir bactérias boas no trato digestivo.
  • Restituir a flora intestinal e reequilibrar a química do organismo.
  • Trazer sensação de bem-estar físico e psicológico.

 

Será esse então o melhor remédio para candidíase que existe?

 

Sim, sem dúvidas é esse por inúmeros motivos que vão além de simplesmente comer para ficar forte. Não existem contraindicações ou efeitos adversos ao combater a candidíase nas suas fontes de energia, trata-se de “digerir o problema” por completo.

 

tratamento natural para candidíase recorrente
  • Save

A efetividade de uma alimentação direcionada consegue eliminar a candidíase de pessoas realmente debilitadas com a infecção crônica, principalmente pacientes com doenças no sistema imunológico como portadores do HIV e Câncer.

 

Tendo essas considerações em mente, basta imaginarmos como um organismo saudável se comportaria com esse tipo de tratamento. Perceba que é uma cura natural e infalível de fato, só requer um pouco de disciplina e apetite.

 

Os profissionais que detêm o conhecimento desse tipo de tratamento podem ser encontrados na sua cidade e talvez no seu próprio bairro.

 

Uma consulta com eles não sai caro e certamente é recomendada, mas você pode também obter um plano alimentar adequado para candidíase na internet.

 

Você gostou dessas receitas que apresentamos e também se interessa em conhecer sobre o que a natureza pode nos oferecer?

 

Então curta essa matéria, compartilhe ou comente suas experiências com a gente. Fazendo isso você pode colaborar muito com outras pessoas sofrendo da candidíase.

2018-10-23T20:10:40+00:00

Leave A Comment

Share via