Os 5 Passos Para um Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina

Início » Blog » Candidíase na Mulher » Os 5 Passos Para um Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina

Os 5 Passos Para um Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina

Para um tratamento caseiro da candidíase feminina não é preciso muito mais do que conhecimento e um plano de ação bem montado. Quando se conhece as fraquezas e desvantagens desse fungo tão inoportuno, a batalha se torna mais fácil e a cura da candidíase passa a ser questão de tempo.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save
Por isso reunimos aqui informações que vão esclarecer melhor você sobre o que é a candidíase feminina, como diagnosticar o problema com um teste caseiro e montar uma estratégia que deixe o fungo completamente sem reação contra os tratamentos naturais que apresentaremos aqui.

 

Apesar de muitos especularem sobre a efetividade das receitas feitas em casa para tratar as infecções fúngicas, são exatamente elas que mais temos registros históricos. Muitas foram utilizadas na antiguidade e nossos antepassados não trouxeram essas receitas milenares até nós por um acaso.

 

Algumas delas já foram estudadas e tem suas propriedades manipuladas em laboratório para produzir muitos dos remédios farmacêuticos de hoje, mas podem também trazer reações adversas bem incomodas que não combinam com todos. Outras vezes podem não sanar o problema realmente e até fazer o fungo evoluir, tornando a infecção sempre recorrente na vida das mulheres.

 

Considerando esses problemas com remédios farmacêuticos, você aprenderá até o final dessa leitura a fazer sua própria pomada caseira para tratar a candidíase vaginal, como substituir comprimidos antifúngicos por ingredientes naturais encontrados em sua casa e realizar algumas ações concretas para prevenir novas infecções.

 

Cada organismo tem suas peculiaridades e as vezes podem abrir brechas para microrganismos se aproveitarem de nossa saúde se valendo dela. Mas o fungo também tem suas peculiaridades, por isso o nosso plano de ação se inicia agora, conhecendo com detalhes o que é candidíase feminina.

 

 

O que é Candidíase Feminina, Monilíase, Vaginite e Vulvovaginite?

O que é candidíase, monilíase, vaginite ou vulvovaginite?
  • Save

A candidíase feminina é uma inflamação que pode ou não ser infecciosa, ela é causada pelos fungos da família Candida em crescimento na mucosa vaginal.

Os principais sintomas são a Vaginite quando a inflamação ocorre na parte interna da vagina e Vulvovaginite quando na parte externa.

 

Conhecida também pelo sinônimo Monilíase, a candidíase é uma infecção que pode ocorrer em outras áreas do corpo humano como pele, boca, e intestino, mas a vagina é mais comum, uma vez que leveduras da Candida habitam nativamente a flora vaginal feminina.

 

Essas leveduras em ambiente saudável(quimicamente equilibrado) não causam nenhum problema a saúde, mas por motivações que ainda trataremos aqui, podem se tornar hifas agressivas ao tecido mucoso vaginal.

 

No entanto, a vaginite e vulvovaginite devem ser tratadas apenas como sintomas que nem sempre são da Monilíase.

 

Na vagina convivem inúmeros outros microrganismos responsáveis pela manutenção da saúde genital da mulher, mas também pode ser abrigo de outros agentes patogênicos causadores desses tipos de inflamação.

 

As possíveis causas da vaginite e vulvovaginite são:

  • Bactérias como Estreptococos e Estafilococos.
  • Protozoários e Vírus como do HPV e outras DST’s.
  • Fungos como da família Candida.
  • Micoses e outros problemas dermatológicos.

 

A candidíase representa cerca de 40% de todas as vaginoses, é um problema muito comum para não dizer normal já que acontece com 3/4 de todas as mulheres ao menos 1 vez na vida, principalmente na idade reprodutiva entre 20 e 40 anos.

 

Nesses casos a candidíase é geralmente infecciosa e pode passar para o homem pelo contato sexual, mas não pode ser considerada uma DST já que a Candida já está presente no corpo humano. Não é uma doença que se contrai e sim um fungo dimórfico que se torna patogênico dentro do organismo.

 

Em crianças é menos comum, mas recém-nascidos podem ter candidíase cutânea ou oral quando a gestante infectada faz o parto normal. Dessa forma pode se criar um ciclo de contaminação entre a mãe e o bebê, resultando finalmente em uma candidíase mamária durante a alimentar da criança.

 

A candidíase feminina também pode ocorrer em mulheres na menopausa, principalmente após reposição hormonal.

 

A infecção nos idosos é mais frequente a candidíase oral por contaminação de dentaduras e outras vezes a candidíase genital por problemas imunológicos ou dificuldades na higiene pessoal.

 

Todos os casos de vaginoses bacterianas ou fúngicas podem também ser tratados em casa como é feito na candidíase feminina. As condições mais graves, no entanto, são as doenças causadas por HPV, mas que podem claramente ser controladas por um sistema imunológico saudável e fortalecido com uma alimentação adequada.

 

 

As Causas da Candidíase Feminina e os Fungos da Família Candida

Apontar o principal fator causador da candidíase feminina não é tão simples como acusar os fungos da Candida. Na verdade eles tem papel imprescindível na manutenção da nossa saúde como se alimentar de tecidos e partículas mortas, o que auxilia inclusive em nossa digestão.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

A Candida é um fungo peculiar por ser dimórfico, ou seja, ele tem duas formas, podendo se adaptar conforme o ambiente que vive. Eles convivem melhor em locais úmidos e quentes como na mucosa vaginal e se mantêm em forma de leveduras com nível de PH mais ácido (3,8 a 4,2).

 

Esse é o estado natural do fungo em uma vagina saudável e boa parte disso é por conta de outras bactérias equilibrando a flora vaginal, como fazem os Lactobacillus ssp junto aos altos níveis de estrogênio, o que mantêm um ambiente seguro e quimicamente equilibrado.

 

Caso os fungos da Candida ganhem espaço para crescerem sem a competição natural de bactérias rivais que se alimentam dela, encontram um ambiente apropriado para povoarem o local e aperfeiçoarem suas colônias.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

Uma vez que estejam em ambiente quimicamente alterado e alcalino, as colônias de Candida ganham força e crescem, podendo sofrer mutação em seu DNA tornando-se em forma pseudo-hifas ou hifas, formas fúngicas mais agressivas capazes de penetrar o tecido celular.

 

Essa de fato é a causa da infecção por candidíase que sentimos na pele. A vagina feminina deve portanto estar ligeiramente mais ácida para se manter protegida e com sua flora saudável.

 

O nosso nível de PH varia em certas regiões do corpo, isso é determinante para o nosso sistema imunológico e implica o quão bem alguns vírus, fungos, bactérias e outros agentes patogênicos poderão se desenvolver nessas regiões.

 

Ainda falaremos dos sintomas e tratamentos caseiros para eliminar a candidíase mais a diante, mas conhecer esses porquês que apresento aqui são importantes desde o princípio do tratamento e poucos pacientes têm essa informação nos consultórios médicos.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save
O crescimento das colônias da Candida está ligado portanto a algumas alterações químicas que podem ocorrer no corpo ao mesmo tempo que a pessoa tenha sofrido uma baixa no seu sistema imunológico.

 

Essa brecha na saúde acompanhada de maus hábitos de consumo, são motivação suficiente para o fungo oportunista crescer, se desenvolver e penetrar sua colônia na mucosa vaginal.

 

Existem casos comuns que favorecem essas modificações químicas dentro da vagina de qualquer mulher e são verdadeiros gatilhos que podem desencadear a candidíase vaginal, perceba se você identifica algum deles.

 

Os principais gatilhos da candidíase vaginal são:

  • Desequilíbrio hormonal durante o ciclo menstrual.
  • Alterações hormonais causadas por anticoncepcionais.
  • Uso inadequado de antibióticos e esteroides.
  • Negligencia na alimentação e excesso de comidas ricas em açúcar e carboidratos.
  • Mudança de temperatura vaginal por uso prolongado de roupas apertadas ou absorventes.
  • Modificações químicas causadas pela TPM, estresse e depressão.
  • Falta de higiene íntima.
  • Excesso de higiene íntima e duchas que removam a proteção natural da pele.
  • Durante a relação sexual com o parceiro infectado.
  • Anemia e doenças imunossupressoras.
  • Modificações hormonais típicas da gravidez.
  • Alergias a produtos de higiene, perfumes, óleos, lubrificante ou látex da camisinha.
  • Candidíase intestinal que passou para o canal urinário.
  • Tecido mucoso irritado por machucados, cortes e feridas mal tratadas.
  • Diabetes do tipo 1, tipo 2 e excesso de açúcar no sangue.
  • Uso abusivo de álcool e drogas.

 

Perceba que boa parte desses gatilhos da candidíase são acontecimentos triviais na vida de qualquer mulher, mas no geral, a infecção só ocorre em pessoas com imunidade baixa cativando um ambiente favorável para o fungo crescer.

 

São constantes os casos em que a infecção se inicia na vagina nos períodos menstruais e na mesma semana desapareça sem deixar vestígios, mesmo quando a saúde imunológica da mulher está em dia.

 

A candidíase pode se manifestar até mesmo após uma simples gripe que baixe as defesas do organismo, e caso ela seja mal tratada, pode ser motivo suficiente para em pouco tempo colocar as colônias da Candida em crescimento.

 

Quando buscamos tratar a candidíase feminina em casa, geralmente a primeira opção está em medicamentos farmacêuticos. Eles realmente são uma solução eficaz na maioria das vezes, mas a cura não vem para todos e explicarei agora por quê.

 

Teste de laboratório em CROMagar com a Candida ALbicans
  • Save

Alguns testes de cultura em laboratório foram feitos em mulheres com candidíase vaginal. Através do método convencional e CHROMagar foram encontradas as principais espécies da família Candida que mais afetam a genital feminina.

 

Os principais fungos da Candida causadores da candidíase vaginal são:

  • Candida Albicans (66% dos casos).
  • Candida Tropicalis (26,4% dos casos).
  • Candida Krusei (3,8% dos casos).
  • Candida Parapsilosis (1,9% dos casos).
  • Candida Glabrata (1,9% dos casos).

 

Entre as mais de 150 espécies catalogadas de fungos da família Candida, essas são também as 5 mais frequentemente associadas a Monilíase. Cada uma delas tem suas peculiaridades apresentando certo grau de sensibilidade aos remédios farmacêuticos.

 

O teste de culturas destacado acima, colocou a prova esses 5 fungos contra a primeira linha de tratamento contra a candidíase, o Fluconazol, um antifúngico bem moderno e receitado por grande parte dos especialistas no Brasil.

 

Os resultados mostram a tolerância dessas espécies a esse remédio poderoso e tantos outros medicamentos para candidíase famosos como o Clotrimazol (Gino Canesten), que são classificados como Imidazólicos (que levam “azol” no nome).

 

A sensibilidade dos principais fungos da candidíase vaginal ao medicamento Fluconazol são:

  • Candida Albicans (8,6% de resistência).
  • Candida Tropicalis (42,9% de resistência).
  • Candida Krusei (50% de resistência).
  • Candida Parapsilosis (100% resistente).
  • Candida Glabrata (100% resistente).

 

Isso significa que na maioria das vezes, quando a Monilíase é causada pela Candida Albicans, esse tipo de medicamento é suficiente para o tratamento. Mas a eficiência deles diminui consideravelmente contra outras espécies de Candida resistentes a Imidazólicos, ou seja, em 34% dos casos.

 

Perceba que por motivos estatísticos os médicos miram no alvo maior com a flecha mais pontiaguda, mas, ainda assim, podem errar grosseiramente.

 

Nessa ocasião o tratamento da candidíase feminina deve ser mudado, caso contrário, a mulher pode sofrer crises recorrentes da infecção.

 

 

Como Diagnosticar Corretamente a Candidíase Feminina

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

Quando falamos sobre a candidíase feminina, estamos tratando mais especificamente da Monilíase provocando a candidíase vaginal, também conhecida como vaginite por Candida e outros nomes populares como flores brancas.

 

 

O diagnóstico não é complicado para um profissional da saúde, mas pode ser confuso para pessoas leigas, principalmente por causa dos sintomas da candidíase serem bem semelhantes a outras vaginoses.

 

Estima-se que 66% das mulheres compram no balcão da farmácia remédios para vaginose bacteriana sem distinguir bem o problema que enfrentam na vagina. Um erro crucial de tratamento que pode prejudicar o balanceamento da flora vaginal feminina e tornar a Candida ainda mais agressiva.

 

A maioria dos médicos quando consultam uma mulher com sinais de vaginite, fazem algumas perguntas que parecem não levar em direção alguma, mas acredite, eles estão querendo “filtrar” bem seus sintomas para um diagnóstico seguro.

 

Será que minha paciente sofre de fungos, bactérias ou qualquer outro protozoário?

 

Ele precisará saber seus sintomas psicológicos, qualidade do sono, comportamento digestivo, tipo de corrimento vaginal, hábitos alimentares entre muitos outros.

 

Nada por acaso, todas essas questões têm valor para um diagnóstico final e são acompanhadas de exame pélvico e papanicolau. Raramente são feitos exames de sangue e de cultura com biópsia do tecido vaginal.

 

Por causa disso, é bom saber que o profissional de saúde será sempre a pessoa apropriada para fazer um diagnóstico confiável. O que explicarei aqui é valido para compreender a candidíase e seu diagnóstico, mas não substitui de forma alguma os exames com técnicas próprias para isso.

 

Portanto, considere as informações aqui compartilhadas como sinais, indícios da candidíase, um alerta, ou como queira, mas para um diagnóstico oficial, compartilhe seu problema com um médico da sua confiança.

 

 

Os Sintomas Gerais da Candidíase Feminina

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

A vaginite e vulvovaginite são os sintomas físicos mais comuns, mas não terminam por aí. Os fungos da Candida também nos atingem de outras formas e são capazes de modificar nosso comportamento com reações psicológicas bem específicas.

 

É por essas especificidades que um ginecologista consegue diagnosticar, as vezes de imediato, a Candida como principal causadora da infecção vaginal.

 

Quando as leveduras de Candida participam do processo colaborativo da microbiota humana, eles são capazes de expelir até 79 tipos diferentes de toxinas, que por sua vez são abstraídas pelo nosso organismo.

 

Quando a flora microbiana está desequilibrada pelo crescimento das colônias do fungo, essas toxinas correm livre pelo corpo trazendo alguns sintomas e reações no organismo.

 

Os sintomas das toxinas liberadas pelo crescimento das colônias de Candida no corpo são:

  • Fadiga.
  • Perda do libido sexual.
  • Vontade de comer doces.
  • Impressão de sentir-se mais velha do que realmente é.
  • Alergias a certos alimentos e dificuldades na digestão.
  • Dores de cabeça.
  • Insonia.
  • Dificuldades de memorizar.
  • Dificuldades de concentrar-se e manter o foco.
  • Mudanças de humor repentina.
  • Ansiedade.
  • Irritabilidade.
  • Depressão, e até mesmo ataques de pânico.
  • Intestino irritado.
  • Tontura.
  • Problemas de coordenação motora.

 

São esses indícios que os médicos buscam nos pacientes para fazer o diagnóstico.

 

A alta toxicidade das colônias da Candida em crescimento impedem nossos neurotransmissores de receberem certos hormônios que são responsáveis desde o estímulo de recompensa até a sensação de bem-estar.

 

Um fungo que faz você se sentir mais velha, sem vontade e preguiçosa.

 

A candidíase é capaz de viver muito tempo se valendo dessa condição e por mais sádico que pareça, pode fazer a pessoa infectada desistir da cura e aceitar suas condições de saúde.

 

Será que você percebeu que o tratamento caseiro para candidíase feminina pode já ter se iniciado por essa leitura? Nosso psicológico pode ser sensível mas também poderoso quando trabalhamos com os pensamentos corretos.

 

Buscar conhecimento sobre o problema que enfrentamos é o início da solução, é a partir disso que se separam as vítimas daqueles que traçam um plano de ação. Para não dizer que conhecer já é agir de fato!

 

Portanto, caso você esteja com esses sintomas da candidíase, leia esse material até o fim e busque uma postura psicológica de alguém que partiu para o combate. Garanto que lhe apresentarei um plano de ação infalível que pode recuperar seu bem-estar em muito pouco tempo!

 

 

Os Sintomas Físicos da Candidíase Vaginal

 

corrimento vaginal da candidíase
  • Save

O que mais alerta as mulheres infectadas por candidíase são seus sintomas físicos. O desconforto, corrimento vaginal e ardência podem ser constantes, e o tecido genital tem aumento da sensibilidade em decorrência das colônias do fungo penetrando na pele.

 

Esses sinais podem ser confundidos com outros tipos de vaginoses ou simples alergias comuns, mas existem formas bem simples de diagnosticar o principal causador da infecção.

 

Cerca de 20% a 25% dos corrimentos vaginais de natureza infecciosa são provenientes da Candidíase.

 

O tipo de corrimento vaginal causado por bactérias é diferente daquele apresentado por fungos ou dermatites e isso pode ser feito sem auxílio médico.

 

Vamos ver as diferenças para distinguir o corrimento vaginal causado pela Monilíase das outras vaginoses.

 

Corrimento Vaginal Normal

O corrimento normal do fluido vaginal é transparente, com viscosidade semelhante a clara de ovo e está relacionada ao ciclo menstrual. Ela pode se apresentar um pouco esbranquiçada também e com o tempo, em contato com o ar, pode tornar-se amarelada, mas isso não indica problemas, contanto que não exista outros sintomas ou incomodo vaginal.

 

Corrimento da Vaginose Bacteriana

O corrimento decorrente de bactérias se apresenta acinzentado e com viscosidade mais liquida que os demais. Ela ainda se caracteriza por odor bem forte como de peixe podre e acompanha outros sintomas incômodos típicos como a vaginite.

 

Corrimento da Vaginose por Candida

O corrimento proveniente de fungos da candidíase vaginal é branco e espesso, semelhante a coalhada e se adere a parede vaginal. Ela pode também se apresentar como branco acinzentado e não tem fluido regular nem odor, mas está acompanhada de outros sintomas da vaginite.

 

Corrimento da Vaginite por Tricômonas

O corrimento causado por protozoários como da tricomoníase tem coloração amarelada e até levemente esverdeada. Ela acompanha odor forte igual de peixe podre junto ao sintoma da vaginite.

 

Corrimento Vaginal Inflamatório

O corrimento da inflamação na vagina tem cor amarelada purulenta e pode se apresentar esverdeada também. A quantidade do fluido pode ser abundante ou ligeiramente abundante acompanhando bastante dor, mas não traz o sintoma da vaginite.

 

O corrimento vaginal é um fenômeno biológico natural na mulher e ocorre periodicamente em diferentes fases da vida. Ela tem um papel bem claro na manutenção da saúde da vagina ao expelir células mortas e bactérias do sistema reprodutivo.

 

Quando uma infecção ocorre na mucosa genital feminina, a coloração, textura e odor do fluido vaginal é uma forma bem prática de analisarmos o problema.

 

Além da vaginite e vulvovaginite, que são inflamações possíveis por diferentes causas, devemos observar em conjuntos os sintomas físicos da candidíase feminina para termos uma conclusão do diagnóstico.

 

Os principais sintomas físicos da candidíase vaginal são:

  • Vaginite – inflamação da parte interna da vagina.
  • Vulvovaginite – Inflamação da parte externa da vagina.
  • Coceira.
  • Dor durante relações sexuais.
  • Acumulo anormal de esmegma na vagina.
  • Mudança na elasticidade da pele.
  • Vermelhidão.
  • Descamação de pele em torno da área vaginal.
  • Ardência.
  • Inchaço da vagina.
  • Queimação ao urinar.
  • Erupções e rachaduras nos pequenos e grandes lábios.
  • Dor e sensibilidade vaginal.

 

Os transtornos desses sintomas são muito desconfortáveis e somados aos sintomas provenientes da alta toxicidade das colônias de Candida, já explicados anteriormente, podem deixar a mulher desmotivada em seus relacionamentos e psicologicamente apática por um período longo.

 

Estima-se que apenas 34% dos autodiagnósticos para a candidíase feminina são corretos, e negligenciar isso, pode comprometer a cura de um problema que deveria ser muito fácil de solucionar.

 

Esses fungos são microrganismos nativos do corpo de qualquer mulher e um simples tratamento caseiro para candidíase feminina é o suficiente para reverter o quadro de infecção para um ambiente saudável e equilibrado novamente.

 

 

Quando Acontece a Candidíase Recorrente ?

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

A solução para a candidíase infelizmente não é tão fácil para todos, ela pode se repetir de forma amarga, com uma falsa sensação de cura. Caso a pessoa esteja convivendo com episódios dessa infecção no mínimo 4 vezes em 1 ano, ela está com a chamada candidíase recorrente.

 

Estima-se que 40% a 45% das mulheres tem mais de um episódio de candidíase na vida, isso é comum e com as explicações dadas até aqui você já deve compreender os porquês. Mas quando ela retorna em curto espaço de tempo, não é uma nova candidíase, é a mesma voltando de forma oportunista.

 

A candidíase recorrente ocorre principalmente nas seguintes condições:

  • Pessoa infectada com diabetes mellitus desregulada.
  • Tratamento de candidíase incompleto ou malfeito.
  • Doenças imunossupressoras ou pessoas imunodeficientes.
  • Candidíase intestinal repopulando o canal genital.

 

O caso mais comum, no entanto, é quando a candidíase não foi eliminada no primeiro tratamento e teve uma baixa temporária de suas colônias, mas suas sobreviventes conseguiram maior adesão no organismo e retornaram a repopular o hospedeiro.

 

 

O potencial do fungo se camuflar das defesas do organismo é um dos fatores pois, as colônias maduras da Candida criam um biofilme, a matriz celular que protege toda uma geração da colônia em desenvolvimento.

 

A partir desse biofilme, elas se aperfeiçoam por modificação de DNA, podendo inclusive se tornarem mais resistentes aos medicamentos que seus antecedentes sobreviveram.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

O principal lar da Candida é nosso intestino, lá elas se encontram em maior quantidade, e por qualquer motivação de baixa na imunidade ou desequilíbrio químico, ela pode se tornar evasiva.

 

Esse é o motivo que as fazem entrar em nossa corrente sanguínea e povoar recorrentemente regiões mucosas do corpo como boca e genitais.

 

O intestino humano é considerado nosso segundo cérebro, ele que abriga o núcleo de toda a microbiota humana e existe como uma verdadeira fronteira entre a saúde e o surgimento de qualquer infecção do nosso corpo.

 

Cuidaremos ainda desse detalhe no tratamento caseiro para candidíase feminina pois a saúde da flora natural, tando da vagina quanto do intestino, são fundamentais para um plano de ação concreto.

 

 

Os Testes Caseiros Para Diagnosticar a Candidíase

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save
Antes de iniciar um tratamento caseiro para candidíase que seja realmente eficiente, você precisará de um diagnóstico sem erros, que diga com exatidão se os problemas que seu corpo enfrenta são causados por fungos.  Para isso existem métodos que podem denunciar esses fungos em crescimento no corpo e explicarei mais sobre eles agora.

 

A flora natural do corpo humano, chamada de microbiota humana, é espantosamente 10 vezes maior que o número de células do corpo. Estima-se que abrigamos 100 genes microbianos a mais do que o nosso próprio, portanto, podemos dizer que somos 90% micróbios e apenas 10% humanos.

 

Parece ficção científica, mas não é, nosso corpo é um ecossistema inteiro de outros seres vivos e modificações desse ambiente químico, cheio de vida, altera a forma deles conviverem conosco.

 

Você já deve compreender que esses fungos são sensíveis a essas alterações, estejam eles no intestino, pele, garganta, olhos ou na língua. Qualquer manifestação deles pode refletir em nossa cor de pele, cheiro, sensações e até mesmo nos sons que nosso corpo sinaliza.

 

Um paciente de candidíase não é diferente, ele inclusive recebe sinais em seu psicológico alertando novas necessidades. O desejo de comer doces pode significar um deles, principalmente quando as fontes de carboidratos tem se esgotado rapidamente para o fungo, esse que é seu principal alimento.

 

O que vou mostrar aqui são formas de interpretar alguns sinais importantes que denunciam os fungos agindo dentro de nós. Através disso, poderemos saber se o seu corpo está estimulando os fungos e depois fazer um teste caseiro para constatar se eles estão realmente presentes e em crescimento.

 

Sinais na Pele

Normalmente a coceira é uma resposta sensorial natural em qualquer condição de saúde, não se passa de uma reação a estímulos químicos da histamina. Ela pode acontecer nas costas, cabeça, pescoço, e são prazerosas até, mas também podem ser motivadas pelos fungos da nossa pele.

 

Note a frequência dessas coceiras, principalmente se ocorrem mais em regiões escuras, úmidas e quentes do corpo como anus, virilha e axilas. Um organismo com química favorável a fungos costuma dar esses sinais sutis, mas faça sem neuras, não estamos buscando diagnosticar a candidíase cutânea com nesses sinais.

 

Sinais pelos Sons

Nosso intestino e estômago trabalham intermitentemente, emitem sons rapidamente e são quase imperceptíveis, mas quando trabalham sob estresse e distúrbios é porque estão sofrendo de uma dibiose ou ali ocorre um desequilíbrio da flora digestiva.

 

Fique atento a esses sinais e o quão longo os sons ocorrem, podem ser da fermentação das leveduras de cândida em crescimento, o que geralmente acompanha gases e flatulência. Não significam também que você tem infecção de candidíase intestinal, apenas que a atividade das colônias está em alta.

 

Sinais da Língua

A coloração da nossa língua pode revelar muitos problemas de saúde, principalmente por reflexo da nossa saúde estomacal, intestinal e do fígado. Essa é uma técnica chinesa secular que muitos médicos utilizam até os tempos de hoje, mas infelizmente vem sendo muito abandonada.

 

Quando a coloração é rosada no fundo da língua, significa que está tudo seguro e saudável, mas quando aparecem camadas de placas esbranquiçadas, amareladas ou até amarronzadas, o intestino e cólon podem estar super popularizados por fungos como da Candida que vivem nativamente por lá.

 

Sinais de Odor

Muitas toxinas e gases resultantes das ações dos microrganismos são exaladas pelo nosso corpo, seja pela pele, gases intestinais ou estomacais. Tudo isso é muito normal e o odor dos pés nem sempre saí após o banho, nada pode ser feito para acordar sem mau hálito, somos todos iguais.

 

Mas fique atento ao aumento de maus odores, principalmente dos gases intestinais, estomacais e mau hálito. Caso estejam acontecendo em frequência fora do comum, apresentando odor muito forte, podem ser sinais que acompanham um crescimento das colônias de Candida no organismo.

 

 

Teste Caseiro da Candidíase – O Teste da Saliva

 

Teste da saliva para a candidíase
  • Save

A candidíase começa no trato intestinal, o berço de suas colônias aonde estabelece um crescimento contínuo. Desse ponto ela migra para outras membranas mucosas do trato digestivo, chega ao estômago, esófago e finalmente até a boca.

 

Sabemos que o teste da saliva, ou teste do cuspe, não é cientificamente assertivo pois pode indicar falsos positivos no diagnóstico, mas é realmente um forte indicador da densidade dos fluidos do corpo e abrigar microrganismos que se misturam a saliva.

 

Você deve considerar que esse teste pode indicar também alergias, presença de metais pesados, desidratação e bactérias. Para diminuir esses falsos positivos você precisa seguir algumas recomendações antes do teste.

 

Requisitos para fazer o teste da saliva:

  • Não estar desidratado.
  • Fazer o teste assim que acordar e sem ter ingerido qualquer comida ou bebida.
  • Não fazer escovação ou qualquer higienização bucal antes do teste.
  • Não ter ingerido grandes quantidades de líquido no dia anterior ao teste.
  • Não ter dormido em um ambiente com mofo.
  • Se precaver de não deixar restos de alimento na boca antes de dormir.

 

Para o procedimento do teste de saliva será necessário apenas um copo transparente com água limpa em temperatura ambiente e um relógio para marcar o tempo em que ocorre o teste.

 

Siga o seguinte procedimento:

  1. Ao acordar de manha, não engula sua saliva, a acumule e despeje suavemente no copo.
  2. Mantenha o copo em local parado e não misture a água.
  3. Retorne de 20 em 20 minutos para observar os seguintes sinais na água.

 

Observe os seguintes sinais:

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina26
  • Save

A – formação de filamentos(como pernas) descendo do topo da água em direção ao fundo do copo.

B – partículas opacas de saliva ficam suspensas na água.

C – a saliva cai no fundo do copo.

 

Após 1 hora de espera você terá o teste concluído e caso esses sinais apareçam, você tem fortes indícios de estar com crescimento dos fungos da Candida no corpo. Junto a outros sinais e sintomas que você conheceu por aqui, certamente não terá mais dúvidas na conclusão desse teste.

 

 

Planejando o Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina

Um tratamento caseiro para candidíase feminina não deve focar apenas em remédios naturais de uso tópico, principalmente quando os quadros de infecção vaginal se tornam recorrentes. A mucosa genital feminina é apenas um dos locais passivos a fungos, um dos primeiros a apresentar sintomas.

 

Para curar definitivamente a candidíase, é necessário visar o reequilíbrio do organismo a ponto de torná-lo totalmente inóspito ao fungo patogênico. Para isso, é necessário fazer uma alteração na química do corpo, fortalecer o sistema imunológico e cultivar uma microbiota benéfica e saudável.

 

Para alcançar esses objetivos, o planejamento deve seguir os seguintes passos:

  • Eliminar a candidíase vaginal.
  • Parar de alimentar a Candida.
  • Eliminar os fungos e repovoar o intestino.
  • Desintoxicar o organismo.
  • Prevenir novas infecções.

 

Logo no primeiro passo, a candidíase vaginal pode ser eliminada sem complicações, mas caso você já venha confrontando uma repetição dela ao longo do tempo, siga todo esse plano de ação com dedicação, seguindo todas as recomendações.

 

O objetivo é que você cumpra todos esses passos do tratamento caseiro da candidíase feminina em paralelo, eles são uma combinação de ações e devem ser feitas de forma consistente, mas gradativa, dia após dia. O tratamento pode durar de 1 a 3 meses, mas não existe regra para isso, pois cada organismo reage de forma diferente, o que depende muito do grau de infecção sofrido pela candidíase.

 

O mais importante é você traçar seu próprio caminho seguindo esse guia, ele é seguro e não serve apenas para mulheres, pode ser feito também em homens, crianças e idosos.

 

Anote as receitas e ingredientes que você escolheu em uma lista, eles são facilmente encontrados nas feiras ou mercados de qualquer região do Brasil. Para facilitar, deixei alguns links para alternativas de suprimentos que julgo estratégicos e podem facilitar na sua jornada.

 

Como resultado final, você terá seu organismo realmente forte e com autonomia para elimina naturalmente qualquer colônia remanescente da candidíase no organismo. A sensação de bem-estar é inevitável e além disso, esse planejamento deve tornar seu corpo preparado contra inúmeros outros problemas de saúde.

 

 

Passo 1 – Eliminando a Candidíase Vaginal

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

Existem muitas receitas caseiras para eliminar a candidíase na vagina de forma natural, desde banhos de assento e tampões até supositórios vaginais. Muitos deles são eficazes e comparáveis a remédios farmacêuticos, outras vezes melhores contra certos fungos da Candida mais resistentes.

 

Geralmente eles não são agressivos a pele e podem ser feitos com facilidade em casa. Para conhecê-los melhor, de uma olhada nos remédios caseiros para candidíase que já foram estudados aqui.

 

Você pode escolher qualquer um deles e recomendamos que seja aquele que você realmente se identificar. Mas para esse plano de ação que apresentamos aqui, escolhemos uma pomada caseira de amplo espectro que tem efeito bem conhecido para vaginites.

 

 

A Pomada Caseira para Candidíase Vaginal

 

Pomada de ALho e Tomilho para candidíase
  • Save

A pomada caseira de Alho e Tomilho é conhecida por ter resultados bem próximos a pomada Clotrimazol (Gino-Canesten) no tratamento da candidíase feminina, mas com vantagens consideráveis uma vez que o Tomilho tem propriedades anti-inflamatórias.

 

Foram acrescentados alguns ingredientes especiais contra a candidíase vaginal, principalmente para alguns fungos mais resistentes da família Candida.

 

Para conhecer os benefícios de todos os ingredientes dessa receita e porque estão sendo utilizados, aconselho olhar o artigo original da pomada para candidíase publicado aqui.

 

Ingredientes

  • ½ xícara de óleo de coco (não refinado).
  • ½ xícara de óleo de oliva extravirgem.
  • ½ xícara de Tomilho desidratado.
  • 4 dentes de alho cru descascados e moídos ou 3 colheres de sopa do óleo de alho cru.
  • 4 colheres de sopa de cera de abelha limpa, ralada ou em pedaços.

 

Preparação

  1. Coloque o Tomilho completamente submerso no óleo de oliva e aqueça em banho maria por 30 minutos. Use o fogo baixo e mexa um pouco a mistura de tempo em tempo, depois coe a erva.
  2. Em temperatura ambiente, coloque os dentes de alho no óleo de oliva feito com Tomilho e feche em um frasco. Mantenha essa solução em local escuro por 3 dias, depois coe o alho.
  3. Misture o preparado de óleo de oliva com Tomilho e Alho (ou óleo de alho pronto) junto com o óleo de coco e a cera de abelha. Faça banho maria mexendo a solução até tornar homogênea (faça em fogo baixo e não deixe ferver).
  4. Coloque essa mistura em um frasco e feche após esfriar. Deixe em local fresco e seco, assim terá essa pomada caseira para candidíase com validade de 1 ano.

 

Obs. Os ingredientes não devem ser aquecidos a altas temperaturas pois isso modifica suas propriedades terapêuticas. O fogo baixo é utilizado exclusivamente para tornar a mistura possível, até o ponto da solução se torne homogênea.

 

Agora basta aplicar essa pomada caseira na vagina por 7 noites seguidas com a região genital limpa e seca. Evite utilizar qualquer tipo de sabonete ou fazer duchas na parte interna e use calcinhas de algodão para manter a região mais arejada.

 

Essa pomada pode ser derradeira no tratamento caseiro da candidíase vaginal, mas apesar de ser uma receita segura, lembre-se que ainda assim ela pode trazer alguns efeitos adversos. Nesse caso, suspenda a utilização dela e procure outra receita das que apresentei como alternativa.

 

 

Passo 2 – Parar de Alimentar a Candida

 

COmo tratar a Candidíase feminina em casa
  • Save

Tratar a candidíase feminina significa também modificar alguns hábitos, o que implica cortar alimentos que comprometem o organismo em tratamento. O objetivo é deixamos as colônias da Candida sem suprimentos e ainda evitarmos comidas que prejudicam nossa imunidade.

 

O segredo não está somente em matar as colônias da Candida de fome, o fato de retirarmos alguns alimentos que prejudicam o sistema imunológico, aumentam o potencial do corpo reagir a infecção de forma combinada e isso traz um efeito muito mais rápido ao tratamento da candidíase.

 

Os principais alimentos a serem cortados da alimentação no paciente em tratamento são:

 

Comidas que são fonte de açucares

A Candida precisa do açúcar para expandir suas colônias e construir o biofilme que as protege do sistema imunológico. A membrana celular delas é constituída 32% de glicose, por isso eliminar carboidratos, doces e frutas ricas em açúcar são pontos-chave.

 

Alimentos que contem Glúten

O Glúten é uma proteína de difícil digestão e atrapalha muito o nosso corpo em absorver nutrientes. Ela é similar a uma proteína encontrada na superfície da célula do fungo chamada HWP1 e confunde o sistema imunológico, o que causa os sintomas de intolerância alimentar da candidíase.

 

Carnes processadas

As carnes processadas como salames, salsichas e hambúrgueres industriais são prejudiciais por serem carregados de dextrose, sulfatos, nitratos e outros açucares. Eles podem enfraquecer o sistema imunológico e contribuir com o desbalanço intestinal causado pela Candida.

 

Produtos com Lactose

Produtos como leite, manteiga e queijos tendem a conter muito açúcar natural (lactose), além de serem por vezes de difícil digestão. Muitas pessoas com candidíase apresentam a síndrome do intestino irritado, o que pode torná-los mais sensíveis a caseína, uma proteína do leite.

 

Óleos vegetais refinados e processados

Os óleos refinados como o de girassol contem grande quantidade de ácidos graxos pro inflamatórios como o ômega 6. Substitua pelo óleo de oliva que é mais seguro, ele contem ômega 3 que é um anti-inflamatório.

 

Bebidas Alcoólicas

Poucos sabem, mas consumir muito álcool pode desestabilizar o nível de açúcar no sangue por diminuir a efetividade da insulina. Além disso, o álcool prejudica o sistema imunológico e pode desencadear a síndrome do intestino irritado em paciente com candidíase.

 

A maioria dos alimentos para se evitar de comer durante o tratamento da candidíase contém altos níveis de açúcar, podem causar inflamações no intestino, são de difícil digestão ou contém glúten.

 

Caso você não tenha certeza se pode ou não se alimentar de algo, tente comparar essa comida com alguma dessas categorias que relacionei aqui.

 

Fazendo isso você estará mais seguro de não criar ambiente para o fungo prevalecer durante seu tratamento.

 

 

Passo 3 – Eliminar os fungos e Repovoar o Intestino

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

Todo esse tratamento caseiro de candidíase feminina foi criado a partir de produtos naturais que vão destruir os fungos em pouco tempo, mas para alcançarmos essa meta de verdade, precisamos tomar duas medidas imprescindíveis em nosso plano de ação.

 

A primeira é acrescentar algum antifúngico que se aproveitará da fragilidade das colônias nesse momento, outra medida é repopular a flora natural com microrganismos benéficos e rivais aos fungos da Candida, que ao final tomarão seu espaço.

 

Acrescente os seguintes alimentos antifúngicos em sua alimentação:

  • Vinagre de maça.
  • Coco.
  • Vegetais Crucíferos.
  • Alho.
  • Cebola.
  • Gengibre.
  • Limões e lima.
  • Canela.
  • Açafrão.

 

Busque qualquer desculpa para comer eles diariamente, seja em bebidas, como condimentos na sua alimentação diária ou em saladas.

 

Consumi-los durante o tratamento da candidíase é extremamente estratégico e todos eles são antifúngicos dos mais potentes encontrados na natureza.

 

Enquanto esse combate é feito contra o fungo dentro do seu organismo, a segunda medida é restituir a flora natural com microrganismos benéficos, os probióticos.

 

Acrescente alguns desses alimentos probióticos diariamente na sua alimentação:

  • Chucrute.
  • Picles
  • Azeitonas.
  • Probióticos em capsulas.
  • Vinagre de cidra de maçã.
  • Kefir.
  • Kvass.
  • Kombucha.
  • Iogurte natural e sem açúcar com lactobacilos acidófilos.

 

Tomando essas medidas você cultivará uma flora natural saudável e preparada para “digerir” a candidíase lá aonde ela nasce, em nosso intestino.

 

Quando temos esses microrganismos benéficos em nosso corpo, as nossas unhas, cabelos e elasticidade da pele melhoram, bem como o nosso sistema circulatório, imunológico e digestivo.

 

 

Passo 4 – Desintoxicar o Organismo

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

Muitas das toxinas liberadas pela Candida tem um papel muito importante no fator parasítico e estabelecimento da infecção no organismo, provavelmente afetando todo seu curso. Estão relacionadas também aos inúmeros efeitos psicológicos causados no paciente e que já vimos aqui.

 

Esse passo 4 consiste em livrar-se dessas toxinas, principalmente pelos efeitos do que você terá feito no passo 2 e passo 3 ao deixar de alimentar os fungos e destruí-los, vou explicar por quê.

 

Quando um grande número dos fungos da Candida morrem rapidamente, acontece um efeito reverso nas colônias que liberam algumas toxinas como subproduto de sua própria morte, entre elas o ácido úrico, etanol, e acetaldeído.

 

O acetaldeído em particular é responsável por inúmeros efeitos adversos que podem afetar drasticamente o bem-estar da pessoa. É muito comum o paciente em tratamento sentir uma piora da candidíase, mesmo quando está na verdade destruindo suas colônias.

 

Além disso, a gliotoxina, outro subproduto das colônias de Candida, é um veneno capaz de prejudicar muito o fígado, nosso órgão de desintoxicação número 1. Ela também tem o potencial de suprimir e matar células que pertencem ao sistema imunológico.

 

Precisamos nos livrarmos desses efeitos indesejáveis, que na verdade podem prejudicar muito o tratamento caseiro da monilíase sem um plano de ação para contê-los.

 

Para isso, caso surjam os sintomas, siga um ou mais desses procedimentos:

  • Corte temporariamente qualquer antifúngico que esteja utilizando.
  • Reduza o consumo de probióticos.
  • Aumente a ingestão de água para aumentar a eliminação das toxinas.
  • Diminua seu ritmo e descanse o máximo que puder.
  • Tente desintoxicar o organismo com saunas, escovação a seco e duchas de contraste.
  • Adote o habito de tomar um suco Detox todas as manhas.
  • Tome vitamina C 1000 mg diariamente por até 1 mês.

 

Independente dos sintomas da morte da cândida, é importante você consumir alimentos desintoxicantes também. Eles devem acompanhar esse tratamento caseiro para candidíase feminina junto aos outros ingredientes anteriores.

 

Consuma esses alimentos desintoxicantes para a Candida:

  • Repolho.
  • Couve.
  • Aspargos.
  • Beterraba.
  • Maça.
  • Abacate.
  • Arroz Integral
  • Agrião.

 

Esse período de alta toxicidade proveniente da morte dos fungos pode durar cerca de 1 semana, mas tudo depende do quão rápido você está fazendo esse plano de ação para tratar a candidíase.

 

Normalmente quando esses sintomas surgem com tudo, a tendência é pensarmos que o tratamento para candidíase está dando certo, mas interpretar isso é um engano.

 

Caso você não de tempo para o corpo se adaptar a todos os estágios do tratamento, ele pode ficar sob muito estresse, e isso definitivamente está longe do ideal para um tratamento de sucesso.

 

Portanto, siga esse método com calma, aguarde seu corpo fazer uma modificação química saudável e gradativa antes de partir para outras das medidas simultaneamente.

 

Todas as ações desse passo a passo devem caminhar juntas, em paralelo e sem abusos de consumo dos ingredientes. Eles não são para saciar a fome, são estratégicos para vencer a infecção naturalmente e ao longo do tempo.

 

Os fungos serão totalmente eliminados do seu organismo, mas esse tratamento caseiro para candidíase feminina depende muito da sua paciência em contrapartida.

 

 

Passo 5 – Prevenir novas Infecções

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

É importante a mulher saber que seus hormônios, quando desregulados, podem modificar a química do corpo. Isso é comum em algumas fases da vida e pode ter inúmeras causas e consequências para o sistema imunológico.

 

O problema é quando essas modificações na química do corpo são feitas de forma artificial, esse é o caso de pilulas contraceptivas por exemplo.

 

Portanto, caso você faça uso das pilulas e tenha propensão a candidíase, a primeira dica é passar um período sem esses hormônios para voltar a se regularizar.

 

O estresse é outro grande fator que afeta não somente mulheres, mas boa parte dos homens que contraem candidíase periodicamente.

 

As atividades físicas são uma ótima forma de extravasar e muitas vezes para equilibrar a mente. Uma atividade de lazer diferente ou até mesmo uma boa leitura podem contornar as situações de alto estresse que temos diariamente. Essa e outras medidas que tragam boas sensações de satisfação são também muito recomendadas no acompanhamento desse tratamento caseiro da candidíase feminina.

 

A alimentação no entanto, ainda é a forma mais crítica de negligenciarmos a química do nosso corpo, ainda mais nos tempos de hoje com tantos alimentos industrializados e sem valor nutritivo. Nada impede de nos deliciarmos com eles algum momento, mas tornar isso um hábito cotidiano pode dar em candidíase.

 

Infelizmente o fungo é oportunista e não vai aguardar você compreender isso antes de se manifestar. Ele prevalece quando a química do corpo é favorável a eles, por isso a boa alimentação direcionada sempre será o melhor remédio.

 

O que vou explicar aqui para ajudar na prevenção da candidíase, são dicas que podem se tornar hábitos e fazem diferença quando nosso corpo está desprotegido por algum motivo.

 

Essas precauções podem evitar muito as chances de surgimento da candidíase:

  • Limpe a vagina de frente para trás sempre, a área retal está cheia de microrganismos.
  • Seque-se bem após o banho e antes de vestir a calcinha, principalmente os pelos pubianos.
  • Esterilize as roupas íntimas que utilizou na sua última infecção com água fervente.
  • Evite sabão ou duchas vaginais, isso remove bactérias protetoras da vagina.
  • Utilize calcinhas de algodão e soltas, mantenha sua região íntima sempre arejada.
  • Evite usar meia calça e calças apertadas se elas fazem você transpira muito.
  • Troque sempre seus absorventes evitando ficar com eles por períodos maiores que 8 horas.
  • Procure modificar a pílula contraceptiva se você teve episódios recorrentes de candidíase.
  • Procure saber da saúde do seu parceiro sexual, não faz sentido você se cuidar e ele não.
  • Introduza alguns dos ingredientes que apresentamos no seu cardápio, isso faz toda diferença.

 

Agora você já tem seu plano pessoal para um tratamento caseiro da candidíase feminina, com prevenção a riscos e conhecimento suficiente para brigar contra ele levando grandes vantagens.

 

Caso leve esses passos apresentados aqui a sério, estará na verdade seguindo as melhores práticas e recomendações dos especialistas mais famosos em candidíase que temos no Brasil e no mundo.

 

Tratamento Caseiro da Candidíase Feminina
  • Save

 

Muito do que você aprendeu nessa leitura foi baseado em métodos para curar a candidíase através da alimentação direcionada. Programas desse tipo são muito utilizados para tratar pessoas com doenças imunossupressoras e realmente salva muitos pacientes com câncer ou HIV dessa situação terrível.

 

Portanto, apresentei aqui a cura definitiva com um método realmente infalível, que funciona em qualquer pessoa, em qualquer condição de saúde, por isso funcionará com você também!

 

“Que o teu remédio seja o teu alimento… Que o teu alimento seja o teu remédio.” Hipócrates, Pai da Medicina, de 400 aC.

2018-10-23T20:10:13+00:00

Leave A Comment

Share via