Como Tratar a Candidíase Recorrente

O tratamento natural da candidíase recorrente é um conhecimento cada vez mais buscado atualmente. Pois essa infecção fúngica, que é mais moderna do que nunca, vem se tornando mais resistente aos métodos convencionais.

Não é de hoje que os especialistas em infectologia tratam os fungos da família Candida como oportunistas do homem. E seus casos persistentes levam muitos pacientes a acreditarem que a candidíase é incurável os fazendo desistirem.

A grande verdade é que, certos problemas de saúde causados por fungos, são apenas efeitos de alterações química no organismo. Por isso, tratá-los com pomadas e antifúngicos nem sempre são a cura definitiva para o problema.

O corpo humano é um ecossistema cheio de vida, cuja saúde depende de um clima especifico. Mas caso ele não esteja adequado, pode existir uma verdadeira crise ambiente, levando a infecções de agentes patogênicos.

O que não contaram para você nos consultórios é que certos problemas infecciosos surgem também por motivações genéticas. Pois são nossos cromossomos que descrevem a reação do corpo aos fungos, bactérias ou vírus.

A resistência da candidíase aos medicamentos e sua repetição no organismo, não são problemas pontuais. E somente a alteração natural do nosso organismo é capaz de corrigir a forma que esses fungos coexistem conosco.

Esse é o problema que será apresentado para você aqui e merece sua leitura. Pois a candidíase tem cura, ela pode ser tratada naturalmente e de uma forma mais simples do que qualquer médico jamais lhe explicou.

O Candidíase Tratamento e Cura tem esse nome escolhido propositalmente para guiar pessoas com problemas da infecção mal resolvidos. E o nosso objetivo, é apresentar uma cura definitiva!

 

O Que é A Candidíase de Repetição?

A candidíase de repetição é a recorrência da infecção fúngica pelo corpo. Ela representa a baixa combatividade de uma pessoa contra as colonias do fungo em crescimento ou o amadurecimento deles no organismo.

A super resistência da Candida acontece graças ao biofilme que protege suas colonias mais maduras. Através dessa proteção, elas se camuflam do sistema imunológico e aperfeiçoam-se, alterando o PH (grau de acidez) da região infectada possibilitando que cresçam rapidamente.

A candidíase recorrente é considerada uma repetição de mais que 4 episódios da infecção em 1 ano ou então 2 casos no intervalo de 6 meses. O problema costumeiramente surge após tratamentos mal sucedidos, quando são tratados apenas os sintomas da candidíase ou então sobre a espécie de Candida errada, o que a faz se repetir após períodos curtos de até 3 meses.

 

Porque Estou Tendo Candidíase Com Frequência?

Existem muitas causas diferentes para a repetição da candidíase em um organismo. Pois os cromossomos de cada individuo descrevem no código genético aqueles mais predispostos ou resistentes a fungos.

Alguns pesquisas sérias (estudo 1, estudo 2) sugerem que a infecção cronica examinada na candidíase vaginal, por exemplo, pode ser de hipersensitividade a Candida. Um fungo presente nativamente na flora vaginal feminina.

Certas pessoas podem ter o crescimento das colonias do fungo e controlarem ela sem nem mesmo notarem. Enquanto outros, podem sofrer sintomas mais agressivos e incômodos com uma cura dificultosa.

No entanto, a repetição geralmente é um quadro mais profundo e pode estar atrelado a candidíase intestinal – da colônia vinda direto do núcleo do microbioma humano. Situação de pessoas com as colonias mais resistentes do fungo que se aproveitaram do organismo durante uma baixa do sistema imunológico.

Esse fato torna a candidíase sempre frequente, já que o fungo volta a repovoar as mucosas do corpo através do canal da uretra ou via oral. Também podendo se repetir na pele e unhas ou outros locais dependendo da imunidade.

Outro caso comum é da super resistência do fungo quando tem seus berços penetrados mais profundamente no tecido mucoso. Nesse caso, apesar das baixas das colonias pelo uso dos remédios, quando há fungos remanescentes, eles voltam a crescer e repetir o mesmo quadro de saúde.

 

É Normal Ter Candidíase Recorrente?

Os casos de fungos, vírus e bactérias super resistentes tem crescido muito no mundo atualmente. E no Brasil, os casos da candidíase de repetição tem também aumentado substancialmente nos consultórios médicos.

A candidíase na mulher se repete de forma mais comum, principalmente por causa dos distúrbios hormonais da candidíase na gravidez. Já que as alterações químicas do organismo feminino podem ser mais bruscas durante a gestação.

Mas os casos de repetição são também comuns graças a:

  • Fungos mais resistentes da família Candida.
  • Uso inadequado de antibióticos (principalmente de amplo espectro).
  • Uso de anticonceptivos (com alta concentração de estrogênio).
  • Doenças imunossupressoras como AIDS, Câncer, Diabete e Hepatite.
  • Sistema imunossuprimido por problemas como Anemia e Disenteria.
  • Tratamento inadequado ou candidíase mal curada.
  • Doenças sexualmente transmissíveis como HPV’s.
  • Negligencia alimentar e uso abusivo de drogas.

Os casos da candidíase oral também são recorrentes em pessoas de idade mais avançada que utilizam dentaduras. E esse caso é tipicamente comum em organismos com o sistema imunológico mais frágil como nos bebês de colo.

A candidíase cutânea é muito mais recorrente em pessoas obesas ou com diabetes mellitus. Enquanto a candidíase nas unhas ocorre de forma mais repetida em pessoas com deficit alimentar e problemas de higiene pessoal.

⇒ Resolva O Quizz – Você é Amiga ou Inimiga da Cândida? ⇐

 

Como Os Remédios Convencionais Tratam A Candidíase de Repetição?

remédios formando cadeia de DNA

Ao buscar como tratar a candidíase recorrente, geralmente o paciente repete visitas ao consultório. Certamente o médico receitará mais uma vez a primeira linha de remédios farmacêuticos mais modernos da industria.

Na ocasião, é percebido que o problema não era tão simples como uma candidíase genital, oral ou cutânea.

A pomada Nistatina ou Clotrimazol (Gino-Canesten) não podem resolvê-la, pois pode ser uma infecção intestinal. Isso leva o medico a receitar antifúngicos de via oral.

Dessa vez, tentando atingir as colonias mais profundas do fungo, o comprimido antifúngico mais utilizado é o Terconazol ou Fluconazol caso você esteja no Brasil.

Então a história se repete para mais um cliente, de forma breve em uma consulta de alguns poucos minutos.

Os efeitos desses medicamentos funcionam em cerca de 66% dos casos quando o agente patogênico é a Candida Albicans. Nada mal, já que essa é a especie do fungo responsável pela maioria dos casos da monilíase em homens e mulheres.

No entanto, caso você tenha compreendido as explicações trazidas aqui, percebeu que essa solução não vem para todos.

Várias espécies de fungos estão se mostrando resistentes aos poucos medicamentos usados para combatê-los. Em 2013 a equipe da Unifesp indicou a Candida Glabrata como uma das mais preocupantes entre os casos de infecções hospitalares, por ter se mostrado resistente a quase todos os antifúngicos, começando pelo fluconazol, o mais usado. (Fonte: FAPESP)

Portanto, mesmo os medicamentos mirando o alvo correto, podem ainda assim errar feio. Ainda mais quando são consideradas outras peculiaridades de motivações genéticas que também envolvem a efetividade desses medicamentos para cada paciente.

Quando analisamos como a candidíase age, observamos que as colonias remanescentes sempre voltarão a se desenvolver nessas condições.

Esse fungo dimórfico tem seu próprio mecanismo de resistência e pode modificar seu DNA, carregando nele a imunidade sobre os medicamentos que já foram utilizados sem eficiência contra toda a sua colônia.

 

Como Acabar De Vez Com A Candidíase Recorrente?

A frustração de não saber como tratar a candidíase recorrente de forma efetiva pode ser dura. Principalmente quando o paciente sofre por anos com a infecção provando das mesmas alternativas médicas exaustivamente.

Apos longos períodos de infecção, o corpo se estressa com as mudanças químicas causadas pelas toxinas do fungo em crescimento. Por reflexo disso, ocorre o estresse da candidíase emocional com quadros típicos da depressão.

Definitivamente isso simboliza que o médico errou na busca da cura. Por isso, é importante compreender o que envolve o tratamento natural da candidíase recorrente para eliminar definitivamente o fator parasítico do fungo.

Como Tratar a Candidíase RecorrenteÉ necessário um microscópio para irmos de encontro ao conhecimento da cura natural. Pois a maior parte de nosso corpo não é humano e sua saúde não envolve apenas alguns sintomas causados por esse fungo.

As células humanas representam cerca de 43% da contagem da matéria do nosso corpo. O restante são microrganismos, e compreender essa parte oculta de nós mesmos – o microbioma humano – é a chave para a compreensão de qualquer problema de saúde causado por fungos, vírus ou bactérias.

Sarkis Mazmanian, microbiologista do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em matéria da BBC argumenta:

“Nós não temos apenas um genoma, pois o nossa microbiota apresenta essencialmente um segundo genoma que expande a atividade do nosso próprio. O que nos torna humanos é a combinação do nosso próprio DNA com o DNA dos nossos micróbios intestinais.”

Isso significa que a forma natural de cuidar da saúde da nossa microflora com todas as colonias que convivem juntas conosco deve ser a mesma.

Ela passa pela alteração química do nosso organismo, que sempre se inicia no intestino. E a alimentação direcionada é simplesmente a forma mais correta e eficaz para alterar isso naturalmente.

Infográfico – Candidíase Recorrente e Alimentação

Infográfico mostrando o como é a candidiase recorrente e sua cura natura

Infográfico – Candidíase Recorrente e Alimentação

Compartilhe esse infográfico no seu site com o código abaixo:

⇒ Clique Aqui – E Adote O Programa Alimentar Contra A Candidíase ⇐

Por Que Experimentar Os Tratamentos Naturais?

Os medicamentos da industria são úteis e funcionam bem para a maioria das pessoas. Eles são realmente práticos de consumir, bastando passar na farmácia e retirá-los já prontos das prateleiras.

Porem, essa é a unica vantagem se comparados as receitas naturais para candidíase. Já que podem até mesmo necessitar de trabalho artesanal quando não encontradas nas lojas especializadas.

Esse é o caso comum da pomada caseira para candidíase, que tem efeitos notoriamente superiores às pomadas farmacêuticas. Funcionando até mesmo para especies mais resistentes da Candida e outros problemas bacterianos.

A prática é compreensível, pois não é tarefa simples preparar um chá para candidíase a partir do kombucha, por exemplo. Mesmo sabendo que essa é a forma mais rica de consumir probióticos combatentes e rivais da Candida.

Você pode estar se perguntando se um tratamento natural para candidíase recorrente pode realmente funcionar essa hora.

Mas a verdade é que os produtos in natura já estão descritos em nosso código DNA. Isso significa que, quando metabolizados por nosso organismo, esses elementos se tornam insumos com combinação perfeita para o nosso corpo.

A diferença dos remédios sintéticos é que eles usam elementos químicos para isolar a molécula principal do medicamento. Enquanto remédios fitoterápicos e alimentares aproveitam todos eles, que interagem entre si com diversas funções integrais para os efeitos terapêuticos desejados.

Palavras dos profissionais de saúde a respeito da candidíaseComo sabemos, nós temos inúmeros genes (entre ~2000-3000) distribuídos em diferentes cromossomos. São eles que codificam essas substancias e fazem o metabolismo responsável pela manutenção geral do nosso organismo.

Os remédios sintéticos apenas tentam replicar ou potencializar aquilo que nosso corpo já faz naturalmente. Mas por motivações genéticas, eles podem não servir para todos e agora você já deve compreender melhor os motivos.

Certamente o tratamento natural deveria ser a primeira escolha para inúmeras condições de saúde e a candidíase quando se repete, definitivamente é uma delas!

 

A Cura Da Candidíase Recorrente Pela Alimentação

Como Tratar a Candidíase RecorrenteO Brasil registra cerca de 3,8 milhões de infecções fúngicas por ano, sendo 2,9 milhões delas causadas pelos fungos da Candia. Esse é o levantamento alarmante feito por Juliana Giacomazzi – UFCSPA.

Segundo especialistas, fortes indícios apontam que o numero crescente desses casos no mundo se dão pelos hábitos de vida modernos. Motivados geralmente pelos novos costumes alimentares e também decorrentes do estresse.

Temos 150 especies diferentes da Candida podendo viver em nosso corpo e 15 delas podem causar infecções. Mas algumas são graves para certos públicos, principalmente pacientes com AIDS, Câncer e doenças autoimunes.

A dieta para candidíase é uma das principais respostas para esses casos nos USA e Europa. Mas se popularizou pelo mundo, com indicações nos consultórios pelos médicos para evitar a candidíase de retornar em seus pacientes.

“Que o teu remédio seja o teu alimento… Que o teu alimento seja o teu remédio.” Hipócrates, Pai da Medicina – 400 aC.

Hoje os programas alimentares são seguidos até voluntariamente por pacientes que optam pelo modelo de tratamento natural contra a candidíase persistente. E a prática se apresenta com casos surpreendentes de sucesso.

Apesar dos tratamentos alimentares serem recentes no Brasil, em muito pouco tempo acumularam adeptos e relatos animadores. Existindo uma grande comunidade de entusiastas que se debruçam na alimentação como uma cura definitiva.

Quando examinado, o tratamento caseiro para candidíase resulta uma redução significativa do numero de leveduras da Candida nas fezes dos pacientes após 3 meses terminado o tratamento. Isso demonstra como a candidíase não se tornou recorrente quando comparada ao resultados dos que não adotam o modelo.

Desde o projeto piloto já é demonstrada a efetividade dessa dieta durante e após o tratamento com nistatina. Os resultados apontam a forte necessidade da modificação alimentar e como ela pode reduzir a prescrição excessiva de antifúngicos pelos médicos.

 

Como Funciona A Dieta Para Candidíase

Os fungos da Candida tem pontos fracos e fortes que, quando conhecidos, tornam possível traçar um plano de ação. Esse plano é capaz de deixa o fungo sem qualquer reação ao novo ambiente transformado no organismo.

A dieta se baseia em modificar a alimentação em etapas. Ela segue um programa com objetivos bem específicos, que de forma geral são:

  • Garantir a desintoxicação do paciente.
  • Parar de alimentar as colônias do fungo.
  • Promover probióticos combativos ao fungo.
  • Restaurar os danos causados na flora intestinal.
  • Assegurar a boa química do organismo.
  • Fortalecer o sistema imunológico.
  • Proteger o corpo de possíveis reações do fungo.

Esse é um processo natural para tornar o organismo inóspito ao agente patogênico, que ao final, encontra o organismo desfavorável para viver por muito tempo.

Resumidamente, esse tipo de tratamento natural torna possível “digerir o fungo”, algo que nenhum antifúngico conseguiria fazer. Atacando a sustentação das colônias ao mesmo tempo que promove rivais delas.Nutrologa e Nutricionista para tratamento da candidíase

Essa é a forma que nutricionistas e nutrólogos juntos com infectologistas clínicos tratam casos de candidemias graves como a esofágica e tantas outros pacientes com doenças autoimunes. E ganhou popularidade entre outros, servindo hoje para o tratamento natural da candidíase recorrente.

A maioria de nós compreende como a natureza funciona e como ela rege a ordem das coisas em nossa volta. O fungo da candidíase também vive sobre essas regras, mas dentro do nosso corpo. E certamente essa medida é a mais adequada para dominar os fungos.

Afinal, os tratamentos alimentares também são conhecidos por fazerem diferença para uma infinidade de outros problemas de saúde. Por isso são uma alternativa valida para combater inúmeras infecções que acontecem no corpo.